Carille antiga

Carille vê setor ofensivo do Corinthians em evolução (Foto: Marco Galvão/Fotoarena)

LANCE!
14/07/2019
19:05

O Corinthians se lançou mais o ataque na vitória por 1 a 0 sobre o CSA e terminou a partida com um total de 26 finalizações.  Boselli  entrou no segundo tempo e achou Vagner Love livre na área, para finalizar e marcar o gol salvador da tarde deste domingo. Após a partida, o treinador Fábio Carille elogiou o que classificou como 'crescimento' do setor ofensivo da equipe, muitas vezes criticada por finalizar pouco. 

– Hoje foi bom, chegamos, criamos. Vi Sornoza mais perto da área, Urso fazendo as combinações com Pedrinho e Fagner no primeiro tempo. Essa está sendo minha busca. Hoje demos um passo importante. Tem uma semana inteira para trabalhar e entrar contra Flamengo, Sul-Americana, Fortaleza e depois o segundo jogo no Uruguai. Foi um crescimento legal. Tivemos um crescimento legal. Não fizemos os gols, mas criamos. Estávamos com dificuldade, mas criamos mais do que o normal – analisou. 

O treinador também comentou sobre a frustração de não poder ainda utilizar o atacante Everaldo, contratado do Fluminense, que ainda faz um condicionamento físico, mas comemorou o resultado positivo e a consistência na defesa. 

– Principalmente com a chegada do Everaldo, fiquei imaginando um monte de coisa que iria usar os jogos para ver até onde poderia dar certo. Infelizmente não tive. Não tem de lamentar, não. E sim dar apoio a quem estava no trabalho. Nós crescemos hoje nessa questão. Continuamos seguros atrás e agredimos bastante. Jogamos na área do adversário, com movimentações que trabalhei principalmente nessa última semana. Não tive Clayson nas primeiras semanas. Fez um treino só para jogar contra o Londrina. Está de bom tamanho. Conseguimos um resultado importante para nós.

O zagueiro Gil, estreante do dia, foi motivos de comentários do comandante corintiano, que parece ter gostado do que viu. Para Carille, a identificação do jogador com o clube pode ser um diferencial. 

– Gil claro que acrescenta. Mas deixar claro que problema não estava no sistema defensivo. O setor que estava mais funcionando era o defensivo. Mas claro: é um jogador que conhece a casa, de seleção e campeão aqui dentro. Mas repetindo: não era nosso problema esse setor. Estamos procurando melhorar outros setores – concluiu.

Com 15 pontos e na oitava colocação na tabela, o Timão volta a campo no próximo domingo, quando recebe o Flamengo. O duelo de gigantes do futebol brasileiro será disputado na Arena Corinthians, às 16h.