LANCE!
14/07/2019
18:47
São Paulo (SP)

O Corinthians venceu o CSA por 1 a 0, na tarde deste domingo, em Itaquera, mas demonstrou dificuldades na armação das jogadas ofensivas. Fábio Carille começou a partida com Sornoza na armação das jogadas, apostando em Pedrinho e Clayson abertos pelas pontas, e Vagner Love centralizado. 

No entanto, o Timão continuou a ter os mesmos problemas de antes da pausa para a Copa América. Sem conseguir furar o ferrolho defensivo do CSA, os donos da casa só conseguiam levar perigo em bola parada e abusava dos cruzamentos para a área. Somente na primeira etapa foram mais de 15 cruzamentos na área do time alagoano. 

TABELA DO BRASILEIRÃO
-> Veja os próximos jogos do seu time e a classificação

Outro aspecto que o Corinthians pecou foi na eficiência das finalizações. Vágner Love, Pedrinho e Clayson perderam chances claras de gol, somente no primeiro tempo. Na segunda etapa, o panorama continuou o mesmo: o Corinthians conseguindo chegar na entrada da área, mas sem saber o que fazer no último terço do campo. O Timão chutou mais de 30 vezes na partida, mas não conseguia acertar o gol de Jordi.

Porém, duas alterações de Carille mudaram o panorama da partida. O meia Régis entrou no lugar de Ralf e Boselli substituiu Pedrinho. Com isso, o Timão passou a jogar com dois atacantes de área, com Régis dividindo a armação com Sornoza. Em uma jogada dos reservas, o Timão chegou ao gol. Boselli fez o papel de meia e serviu Love, que girou e bateu firme para marcar. 

Esta partida mostrou que Régis pode ser uma peça importante na equipe corintiana, melhorando o meio e dando mais qualidade de passe para o time, assim, não sobrecarregando as laterais, que muitas vezes, foram a única válvula de escape para os ataques do Timão. Ele já havia se destacado nos amistosos durante a parada da Copa América.

Para ter mais repertório ofensivo, Carille pode escalar dois meias nos próximos jogos, principalmente contra equipes mais fracas tecnicamente, como o caso do CSA. Essa é uma questão em que o treinador pode pensar para o futuro do clube do Parque São Jorge.