Diego Renan

Diego Renan atuando com a camisa do CSA (Foto: Francisco Cedrim/CSA)

LANCE!
17/06/2020
18:44
Maceió (AL)

Muito se fala sobre as consequências do Covid-19 e racismo e nos últimos dias, mas como os clubes vem aos poucos se preparando para o retorno, a International Football Association Board (IFAB), órgão que regula as regras do futebol, seguiu recomendação da Fifa e mês passado foi protocolado que cada equipe pode fazer mais duas substituições em cada jogo oficial deste ano.

Porém, o técnico só vai poder paralisar a partida em três ocasiões no máximo, o que inviabiliza do time vencedor querer retardar o jogo. Para o lateral do CSA, foi uma medida acertada.

- Eu sou a favor, até porque será um período que teremos muitos jogos próximos uns dos outros, então é importante pra todas as equipes poderem utilizar o máximo de atletas. É uma forma de evitar desgastes excessivos e consequentemente lesões. É preciso fazer com que os jogadores se adequem com esse novo calendário que vamos receber - afirmou.

Questionado sobre os clubes voltarem aos treinos, mesmo que de forma lenta, o jogador demonstrou otimismo mas garantiu que a saúde deva estar em primeiro lugar.

- No meu ponto de vista, é um retorno ainda sem uma certeza de quando voltaremos a ter jogos. Pelo menos aqui em Alagoas ainda não voltamos a treinar presencialmente, mas acho que logo estará liberado. O importante é todos estarem em segurança e tudo ser feito no tempo certo. É uma pausa completamente atípica pra todos nós. Tivemos que nos adaptar a novas formas de treinamento por videoconferência e com espaços limitados - concluiu.