Filipe Toledo vingou derrota para John John em 2019 e segue na briga pelo título em Bells Beach (Foto: Ed Sloane/WSL)

Filipe Toledo vingou derrota para John John em 2019 e segue na briga pelo título em Bells Beach (Foto: Ed Sloane/WSL)

LANCE!
16/04/2022
09:32
Bells Beach (AUS)

O Brasil segue em busca do primeiro título de uma etapa da temporada de 2022 do Circuito Mundial de surfe da WSL. Neste sábado, Filipe Toledo comemorou o aniversário de 27 anos com a classificação para a semifinal da etapa de Bells Beach, na Austrália, ao bater o havaiano bicampeão mundial John John Florence, e de quebra assumiu a liderança do ranking.

Filipe obteve os recordes do dia na vitória e triunfou por 16,40 a 14,76, com uma nota 9,63 na melhor onda do dia. O resultado, conquistado de forma emocionante, fez com que o brasileiro vingasse a derrota sofrida na disputa pelo título do último do mesmo evento em 2019 para John John. 

+ Altos e baixos após doping, luta por Paris-2024 e gratidão ao Flamengo: Rafaela Silva abre o coração

- Acredito que foi um presente de aniversário de Deus, tenho certeza disso. Eu estava orando antes da bateria começar e a primeira onda boa veio para mim, então todas as orações foram atendidas. Quando você começa a bateria com uma onda boa, tem que fazer logo a segunda nota, especialmente contra alguém como o John John (Florence). Estou muito feliz em ganhar dele e eu amo vir para Bells. É um momento especial, estou sem minha família aqui, mas eu amo vocês. Isso significa muito para mim - celebrou Toledo.

Os surfistas não encontraram as melhores condições para caírem no mar. Mas o brasileiro iniciou a bateria com tudo, e nos primeiros minutos alcançou o 9,63, em uma onda destruída por uma série de quatro manobras fortes, buscando o ponto mais crítico com maior grau de dificuldade para atacar.

O havaiano achou bons aéreos e chegou a liderar a disputa, mas o paulista não desperdiçou as últimas oportunidades que surgiram para reassumir a ponta e não largar mais dela.

“Ele (John John) vinha sendo o destaque do evento e é sempre bom ganhar de alguém como ele. Ainda mais aqui em Bells, onde ele me venceu naquela final de 2019. Na minha opinião, a bateria dele com o João (Chianca) dias atrás aqui, foi a bateria do ano. Você nunca sabe o que vai acontecer na próxima onda dele. Mas o mar hoje está mais complicado de surfar, bem balançado, então sabia que seria mais difícil ele tirar um 7,9 para me vencer. E eu só queria ter mais uma nota pra somar com o 9 da primeira e garantir o primeiro lugar. Estou feliz que deu certo e eu segui para as semifinais - completou Filipe.

O surfista terá pela frente agora o australiano Ethan Ewing, que eliminou o compatriota Owen Wright na primeira bateria. Na outra semi, o duelo entre os também australianos Callum Robson e Jack Robinson definirá o outro lugar na decisão. A chamada está marcada para este sábado, às 18h (de Brasília), com transmissão do SporTV e da WSL. 

Italo Ferreira e Miguel Pupo também disputaram as quartas de final, mas caíram para australianos no último minuto das suas baterias. O primeiro perdeu para Jack Robinson por 14,00 a 13,80. O segundo foi derrotado por Callum Robson, por 13,54 a 13,00.

No feminino, as semifinais terão os confrontos entre a australiana Tyler Wright e a americana Courtney Conlogue, e entre a havaiana Carissa Moore e a costarriquenha Brisa Hennessy.