Paulo Nobre(Foto:Ale Vianna/LANCE!Press)

Paulo Nobre diz que conversa foi 'muito séria' depois da derrota para o Vasco (Foto:Ale Vianna/LANCE!Press)

LANCE!
10/11/2015
10:00
São Paulo (SP)

Após a derrota para o Vasco, elenco, comissão técnica e diretoria do Palmeiras realizaram uma longa reunião no vestiário do Allianz Parque. Robinho já havia dito que a discussão contou com "frases fortes", e agora foi a vez de Paulo Nobre dar mais detalhes. De acordo com o presidente do clube, embora todos estivessem envergonhados, não houve briga, mas uma cobrança para que se respeitassem os quase 30 mil torcedores que tinham ido à arena. 

- Foi uma conversa muito séria, de que a concentração não pode ser perdida em um jogo importantíssimo como o de ontem (domingo), e principalmente, quase 30 mil pessoas estavam no Allianz Parque ontem. Precisa ter respeito ao torcedor. Se o Palmeiras não estivesse brigando por mais nada, já teria obrigação de entrar com muito brio. Em algumas derrotas, até em casa, o goleiro adversário foi o melhor em campo, bola na trave, e acabou não ganhando. Chateia, mas você viu uma atitude X em campo, ontem foi uma atitude Y - analisou o dirigente, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

- Nós temos o costume de conversar com os jogadores. Às vezes certas vitórias empolgam demais, então temos um papo sério, para não cair na empolgação, para colocar a cabeça no lugar. Você tem esse tipo de papo em certas vitórias em que o elenco pode perder a concentração. E você também tem esse tipo de papo quando acontece uma situação como ontem. O Vasco teve totais méritos, mas o Palmeiras entrou completamente desconcentrado - acrescentou.

"O Palmeiras foi, sem dúvida nenhuma, o clube mais Robin Hood do campeonato. Um amigo americano me falou que o Palmeiras é o big game team, o time dos jogos grandes", disse Nobre

Durante todo o Brasileiro, o Palmeiras tem sofrido contra equipes que lutam na parte debaixo da tabela e o jogo de domingo foi um novo exemplo disto. Vasco, Joinville, Coritiba e Goiás, os quatro que estão na zona de rebaixamento, tiraram 14 pontos da equipe no Nacional. Para Paulo Nobre, o Verdão é "Robin Hood" do campeonato - tira ponto dos grandes, mas tropeça com os pequenos.

- Tenho um amigo americano que assinou o Brasileirão. Ele assiste com cabeça de americano e falou que o Palmeiras é a "big game team". Quer dizer, o time dos grandes jogos. Aquela semifinal no Itaquerão (do Paulista), os jogos contra o São Paulo, a Copa do Brasil... Esse elenco acaba se superando. Tenho orgulho desse elenco, a gente não enxerga laranja podre, nenhum racha. É um grupo bom, todo mundo quer vencer - afirmou.

- Essa falta de concentração talvez seja a maneira mais simplista que tem para avaliar o que aconteceu nesses últimos jogos. Por mais que seja um time pequeno ou médio, está na Primeira Divisão e merece respeito, mas o Palmeiras tinha a intenção de ser campeão do Brasileiro de 2015. Com o número de pontos bobos que a gente perdeu, a gente estaria brigando até com o Corinthians - completou o dirigente.