Dylan Alcott campeão do US Open 2018

Divulgação

Tênis News
31/07/2020
15:12
Nova York

Dois dias após a número 1 do mundo, a australiana Asheleigh Barty, anunciar que não disputará o WTA Premier de Cincinnati e o US Open por medo da COVID-19, a federação norte-americana emitiu um comunicado para reforçar sua atuação.

A federação norte-americana (USTA) escreveu em seu breve comunicado: "Continuamos confiantes de que nossa principal prioridade, a saúde e a segurança de todos os envolvidos nos dois torneios. Trabalhando com o nosso grupo de orientação médica, equipe de segurança e o estado de Nova York, desenvolvemos um forte plano de saúde e segurança para mitigar todos os riscos de contaminação nos ambientes dos torneios e hotel".

A USTA ainda informa que detalhes do protocolo de segurança adotado serão divulgados em data próxima ao início da realização dos torneios.


USTA statement: “We remain confident that our top priority, the health and safety of all involved in both tournaments, remains on track.” pic.twitter.com/mQcL4Dc5lC
— Ben Rothenberg (@BenRothenberg) July 31, 2020