Torben Grael é eleito vice-presidente da Federação Internacional de Vela

Aos 56 anos, Torben Grael já conquistou cinco medalhas olímpicas 

LANCE!
13/11/2016
14:43
São Paulo

Um dos maiores medalhistas olímpicos do esporte brasileiro, Torben Grael foi eleito neste domingo, para o cargo de vice-presidente da Federação Internacional de Vela (World Sailing), na Assembleia Geral da entidade, realizada em Barcelona, na Espanha. Num marco emblemático para a vela brasileira, Torben ocupará o posto pelos próximos quatro anos.

- É uma honra para mim ser escolhido para uma função tão importante no meu esporte. Espero poder contribuir da melhor forma para o desenvolvimento da vela. Temos um desafio pela frente, de fortalecer a modalidade e engajar cada vez mais praticantes e fãs. Não apenas no que se refere às classes olímpicas, mas à vela como um todo - afirmou Grael.

Aos 56 anos, Torben Grael acumula no currículo títulos impressionantes. Já conquistou cinco medalhas olímpicas, sendo duas de ouro (Atlanta-1996 e Atenas-2004, na classe Star), uma de prata (Los Angeles-1984, na Soling) e duas de bronze (Seul-1988 e Sydney-2000, na Star). Em 2015, tornou-se o primeiro brasileiro indicado para o Hall da Fama da World Sailing.

Em Mundiais, Torben é dono de seis títulos. Além disso, na Volvo Ocean Race, a famosa regata de volta ao mundo, levou o Brasil ao terceiro lugar na edição 2005-2006 com o barco Brasil 1. Na competição seguinte, em 2008-2009, foi o comandante do veleiro campeão, o sueco Ericsson 4. Para completar, é Coordenador Técnico da Equipe Brasileira de Vela.

Presente à Assembleia Geral da World Sailing como representante do Brasil, o presidente da Confederação Brasileira de Vela (CBVela), Marco Aurélio de Sá Ribeiro, exaltou a importância da eleição de Torben Grael.

- Não consigo imaginar um nome melhor para representar o nosso país dentro da Federação Internacional. Como velejador, o Torben conquistou tudo o que poderia, seja em classes olímpicas, não olímpicas e vela oceânica. Com toda a experiência e o conhecimento que ele tem, com certeza vai contribuir muito para o desenvolvimento do nosso esporte - disse o presidente Marco Aurélio.

A Assembleia Geral, que teve a participação de representantes de 99 países, também elegeu o novo presidente da Federação Internacional de Vela neste dia 13. O dinamarquês Kim Andersen vai comandar a modalidade no ciclo olímpico dos Jogos de Tóquio 2020. Além de Torben Grael, a Federação também terá outros seis vice-presidentes, eleitos neste domingo: Jan Dawson (Nova Zelândia), Gary Jobson (Estados Unidos), Quanhai Li (China), W Scott Perry (Uruguai), Ana Sanchez (Espanha) e Nadine Stegenwalner (Alemanha).