Sérgio Sasaki, da Seleção de Ginástica Artística Masculina

Sasaki é presença certa na Seleção neste fim de semana (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

LANCE!
13/04/2016
11:22
Rio de Janeiro

Recuperado de duas lesões que o afastaram de quase toda a temporada passada, o ginasta Sérgio Sasaki começou 2016 diferente e sonha alto.

O foco está em melhorar a melhor colocação do Brasil no Individual Geral em Jogos Olímpicos (décima posição em Londres-2012).

Em março, Sasaki teve a primeira experiência em um evento após a recuperação, competiu no DTB-Pokal, em Stuttgart, na Alemanha, mas, somente em três aparelhos (cavalo, paralelas e barra fixa) e até mesmo sentiu evolução do dia das classificatórias para a disputa das finais por equipe. Sem descanso dos treinos, agora o próximo passo será o evento-teste dos Jogos do Rio, neste fim de semana, na Arena Olímpica, e de lá até o fim de junho, garantir definitivamente uma das vagas na equipe brasileira para o principal campeonato do ciclo e, quem sabe, melhorar ainda mais a marca de 2012.

- No primeiro dia, eu senti bastante por estar retornando. Fiquei muito sentido por ter errado algumas coisas, mas no outro dia eu fiquei feliz porque consegui ter a tranquilidade que tinha antes. Comecei no cavalo que é um aparelho de bastante precisão, depois de um atleta nosso ter errado. Isso me testou muito. Ali eu sabia que poderia ser o divisor de água, e tinha que deixar de lado que era a volta para as competições, porque não havia pressão maior do que isso. Aquilo me motivou bastante. Posso considerar que ali quebrei o gelo - comentou o atleta, resumindo sua participação em Stuttgart.

Na Alemanha, Sasaki competiu por equipe, porém, a vontade maior é voltar a fazer o Individual Geral, e no evento-teste, ele poderá testar como está seu desempenho.

- Minha maior expectativa é voltar a fazer o Individual Geral. O evento-teste vai ser uma etapa da evolução para eu voltar a competir nos seis aparelhos. Não estou 100% ainda, mas isso faz parte do nosso trabalho. Acredito que é mais uma etapa que eu tenho que passar. Se eu for bem, vai ser legal, mas o programado não é somar os pontos que somava antes ainda. Vou voltar a competir no Individual Geral e isso vai me dar mais confiança. Também vai ser uma competição sem muita pressão porque o Brasil já está classificado para os Jogos Olímpicos - lembrou.

Justamente porque o masculino já tem vaga garantida, somente Sasaki e o campeão olímpico nas argolas, Arthur Zanetti, irão competir. Já no feminino, o Brasil busca a classificação por equipe para os Jogos Olímpicos. A competição masculina tem início no sábado e a feminina, no domingo (17).