Fabiana Beltrame (Foto: Washington Alves/Exemplus/COB)

Fabiana Beltrame sonha em disputar sua quarta olimpíada (Foto: Washington Alves/Exemplus/COB)

LANCE!
24/03/2016
17:38
Rio de Janeiro

Maior nome do remo brasileiro, campeã mundial em 2011 e trabalhando para disputar sua quarta olimpíada, a remadora Fabiana Beltrame atleta da Equipe Furnas no Esporte, foi a segunda colocada na Regata Continental Latino-Americana - Pré-Olímpico Sul-Americano da modalidade -, categoria Single Skiff, que aconteceu nesta quinta-feira, em Valparaíso, no Chile. Com o resultado, Fabiana, que foi derrotada na final por Michelle Parson, de Bermudas, garantiu a vaga verde-amarela na Olimpíada, mas caberá agora à CBR (Confederação Brasileira de Remo) decidir quem irá representar o país nos Jogos de agosto.

Pelo regulamento olímpico, cada país pode classificar apenas um barco no feminino e um no masculino. Como a dupla do Double Skiff Peso-Leve formada por Vanessa Cozzi e Fernanda Ferreira ficou com o primeiro lugar na regata chilena e também garantiu a vaga, a decisão de quem vai competir na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio, daqui a menos de cinco meses, ficará por conta comissão técnica da CBR. A entidade normalmente utiliza o "índice de referência" para comparar tempos e barcos diferentes, como são os casos do Double Skiff Peso Leve e o Single Skiff. Nesse quesito, Vanessa e Fernanda levam vantagem sobre Fabiana. A confederação tem duas semanas para divulgar o resultado.

Em depoimento no seu perfil no Facebook, Fabiana já admite ficar fora da Olimpíada:

- Fiz uma boa final, superei adversárias que tinham um tempo melhor que o meu, então saio satisfeita com o resultado. As meninas do 2x (double) fizeram uma belíssima prova e venceram com um ótimo tempo. Infelizmente, a regra diz que apenas um barco do país classifica. A confederação tem duas semanas pra decidir quem vai, mas acredito que elas sejam escolhidas por mérito e pelo ótimo trabalho do Julio e Alexandre, que fizeram um barco competitivo em tão pouco tempo - completou a remadora da equipe do Vasco.

Beltrame terminou a prova com o tempo de 7min44s57, cerca de três segundos mais lenta que o tempo da bateria eliminatória: 7min41s42. Já Vanessa e Fernanda ganharam a final com a marca de 7min08s95. Comparando-se com resultados anteriores, o índice da parceria é superior ao de Fabiana. A dupla cruzou a linha de chegada em primeiro lugar, com tempo de 7m08s950, seguida pelos barcos de Cuba (7m11s249) e Chile (7m12s219), respectivamente.

No masculino, os brasileiros Xavier Vela e Willian Giaretton venceram a final do Double Skiff Peso-Leve com o tempo de 6m25s965, seguidos pelas embarcações do México (6m27s580) e de Cuba (6m27s580), e garantiram a vaga olímpica, enquanto Steve Hiestand foi terceiro colocado na final do Single Skiff, depois de também se classificar. No entanto, assim como no feminino, a dupla é favorita à vaga.

Fabiana foi a primeira remadora brasileira a conseguir uma vaga olímpica, em Atenas-2004, no Single Skiff. Ela voltou a disputar a prova em Pequim-2008 e passou para o Double Skiff Peso-Leve em Londres-2012, chegando em 13º lugar, sua melhor posição geral em olimpíadas. Fabiana venceu o Mundial de 2011 no Single Skiff Peso-Leve, que não é prova olímpica. Ano passado, ela optou por não montar uma dupla para o Double Skiff Peso-Leve alegando não encontrar parceiras de mesmo nível técnico e determinação.