As velejadoras brasileiras Fernanda Oliveira e Ana Luiza

Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan lideram a classe 470 do Torneo Princesa Sofia (Foto: Facebook/reprodução)

LANCE!
31/03/2016
21:04
Rio de Janeiro

As velejadoras brasileiras Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan, atletas da Equipe Furnas e integrantes do time brasileiro que vai disputar a Olimpíada do Rio-2016, não tiveram um dia bom na 47ª edição do Torneo Princesa Sofia, em Palma de Mallorca, na Espanha, um dos mais tradicionais da modalidade.

Elas terminaram a primeira regata do dia na 11ª colocação e foram punidas na segunda regata com uma largada escapada. Ainda assim, a parceria segue na liderança da classe 470 feminina. A competição termina na sexta-feira.

O dia também foi irregular para outro velejador brasileiro. Após terminar na 17ª colocação da primeira disputa desta quinta-feira, Robert Scheidt deu a volta por cima e venceu sua primeira entre oito regatas realizadas até o momento na classe Laser. Com o resultado, o atleta manteve-se na quinta colocação da flotilha ouro e agora tem 47 pontos perdidos com um descarte.

O neozelandês Andrew Maloney manteve a regularidade em seus resultados e segue na liderança da classe, com 26 pontos perdidos. Enquanto o norueguês Kristian Ruth (40pp) ultrapassou o croata Tonci Stipanovic (42pp) e agora ocupa a segunda colocação, o argentino Julio Alsogaray (43pp) voltou a figurar no top 5 da competição, ocupando o quarto lugar.

- Na quarta-feira velejei mal, colidi com uma boia e fui penalizado em dez posições. Já hoje uma má e uma boa, porém com o primeiro colocado, o Maloney se distanciando bastante", contou Scheidt. "Entre o segundo e o oitavo lugares, são poucos pontos de distância. A regata desta sexta-feira será importante para tirar mais pontos dos rivais à minha frente e chegar mais perto deles na medal race - completou o velejador.

Em 2016, Robert Scheidt começou com tudo a temporada e soma dois títulos consecutivos no ano. Após vencer no começo de janeiro o Brasileiro de Laser, no Rio de Janeiro, Scheidt conquistou no fim do mesmo mês seu sexto título em Miami da Copa do Mundo de Vela. Na carreira são 175 títulos - 86 internacionais e 89 nacionais - além de cinco medalhas olímpicas (duas de ouro, duas de prata e uma de bronze).