Bruno Schmidt e Alison comemoram vitória em Hamburgo

Bruno Schmidt e Alison encaram dupla mexicana em Hamburgo (Foto: Divulgação/FIVB)

LANCE!
10/06/2016
14:37
Rio de Janeiro

Atleta da Equipe Furnas, Bruno Schmidt, ao lado do parceiro Alison, avançou às quartas de final do Major Series de Hamburgo, na Alemanha. A dupla venceu seus jogos pelas oitavas de final na manhã desta sexta-feira (10/6) e agora encara os mexicanos Virgen e Ontiveros, campeões pan-americanos, na próxima fase, neste sábado.

Será o terceiro confronto entre as duas duplas, com cada uma tendo vencido um duelo. Enquanto Alison e Bruno Schmidt, uma das representantes do Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, avançaram em primeiro no grupo, com 100% de aproveitamento, os mexicanos passaram de fase com duas derrotas na chave, mas conseguiram a recuperação na competição em Hamburgo.

Para chegar às quartas de final, Alison e Bruno Schmidt superaram os poloneses Michal Kadziola e Jakub Szalankiewicz nas oitavas de final. Os brasileiros venceram por 2 sets a 1 (21/18, 19/21, 15/13), em 52 minutos de partida. Se avançar à semifinal, o time brasileiro encara o vencedor do duelo entre Gibb/Paterson e Dalhausser/Lucena, ambos representantes dos EUA nos Jogos do Rio.

Também da Equipe Furnas, Pedro Solberg e Evandro caíram nas oitavas de final do torneio. Começaram o dia com vitória sobre os canadenses Schalk e Saxton na repescagem, por 2 sets a 0, mas, horas depois, foram superados pelos espanhóis Herrera e Gavira, pelo mesmo placar, terminando na nona colocação do torneio em Hamburgo.

Duas duplas brasileiras foram eliminadas na repescagem nesta sexta-feira. Guto e Saymon foram superados por 2 sets a 0 pelos poloneses Kadziola e Szalankiewicz, que mais tarde seriam superados por Alison e Bruno. Já Álvaro Filho e Vitor Felipe perderam por 2 sets a 0 para os mexicanos Virgen e Ontiveros.

O Major Series de Hamburgo será a última etapa do Circuito Mundial a contar pontos para o ranking olímpico. Os primeiros 15 times da lista (respeitando o limite máximo de duas duplas por país) garantem vaga nos Jogos de 2016. O Brasil fica fora da conta, pois conquistou uma das vagas por ser país-sede e a outra ao vencer o Campeonato Mundial. Ao todo, 24 times em cada naipe disputam os Jogos.