Wilson Baldini Jr.
30/06/2016
07:00
São Paulo (SP)

Mike Tyson não acreditava que pudesse chegar aos 50 anos de idade. Das ruas do violento bairro do Brooklyn, em Nova York, o garoto pobre passou por casas de detenção e descobriu o boxe. Com um físico privilegiado, sagrou-se campeão mundial dos pesos pesa-dos aos 20 anos. Assombrou o mundo com uma série de nocautes impressionantes por quatro anos, até perder a motivação e o título diante do azarão James Buster Douglas, em Tóquio, no Japão.

Tyson sofreu o maior “nocaute” de sua vida em 1992, ao ser condenado por estupro da modelo Desirré Washington e passou três anos na cadeia de Indiana. Voltou aos ringue, reconquistou o título mundial, mas nunca mais foi o mesmo. Ao ser derrotado por Evander Holyfield e morder as orelhas do adversário perdeu também a credibilidade. Seguiu lutando por quase uma década, o que só fez diminuir sua aura de “homem mais malvado do planeta”. Suas bravatas não assustavam mais os rivais e derrotas para os inexpressivos Danny Williams e Kenny McBride mancharam seu currículo.


Ao pendurar as luvas, tudo levava a crer que o fim de Tyson poderia ser o mesmo de Sonny Liston, que morrera misteriosamente em 1970, aos 38 anos de idade. E suas atitudes fora do ringue aumentavam essas suspeitas.


Extremamente gordo, envolvido com drogas e falido financeiramente, o futuro do “Iron Man” se mostrava curto. Mas uma tragédia mudou a trajetória: a morte da filha Exodus, de 4 anos, asfixiada em casa na correia da esteira de ginástica. A vida de Tyson mudou. Largou a bebida, as drogas e os calmantes. Tornou-se vegetariano, perdeu 40 quilos, casou com Lakiha, com quem cuida da filha Milan, e passou a não tirar mais o sorriso do rosto.

Tyson ganhou um seriado sobre pombos no canal Animal Planet, participou do filme “Se beber, não case 1 e 2”, foi protagonista de um filme sobre sua vida e viaja o mundo com o monólogo “The Undisputed Truth, que já fez grande sucesso na Broadway, em Nova York, e tem apresentação prevista para o
Uruguai e Argentina nos próximos dias 6 e 9 de julho. Vida longa a Mike Tyson!

OS ERROS

1) Lutar com Tony Tucker com sífilis - 1987
2) Trocar Bill Cayton por Don King - 1988
3) Deixar de ser treinador por Kevin Rooney - 1988
4) Casar-se com a atriz Robin Givens
5) Ir para uma entrevista com US$ 100 mil em dinheiro - 1989
6) Subestimar James Buster Douglas - 1990
7) Envolver-se com Desirré Washington - 1992
8) Subestimar Evander Holyfiel - 1996
9) Morder as orelhas de Evander Holyfield - 1997
10) Fumar maconha antes da luta com Andrew Golota - 2000
11) Ter gastado uma fortuna com falsos amigos.

AS VITÓRIAS

1) Marvis Frazier - primeiro assalto - 1986 (30 segundos)
2) Trevor Berbick - segundo assalto - 1986 (primeiro título)
3) James Smith - por pontos - 1987 (segundo título)
4) Tony Tucker - por pontos - 1987 (terceiro título)
5) Larry Holmes - quatro assalto - ex-campeão mundial
6) Michael Spinks - primeiro assalto - 1988 - ("luta do século")
7) Peter Neeley - - primeiro assalto - 1995 - retorno após prisão
8) Frank Bruno - terceiro assalto - 1996 - quarto título
9) Bruce Seldon - primeiro assalto - 1996 - quinto título
10) Andrew Golota - terceiro assalto - 2000


FRASES


"Todo boxeador tem um plano até o primeiro soco na cara"
"Eu queria colocar o osso do nariz de Jesse Fergusson no cérebro"
"Minha maior fraqueza é a minha sensibilidade. Eu sou uma pessoa muito sensível."
"Este não é um mundo de homens duros. É um mundo de homens inteligentes."
"Não acredito que eu viva até os 25 anos. Chegar aos 40 será um milagre."

Nome: Michael Gerald Tyson
Data de nascimento: 30/6/1966
Altura: 1,81 metro
Local de Nascimento: Brooklyn, Nova York, Estados Unidos
Cartel:
50 vitórias
44 nocautes
06 derrotas
02 sem decisão
Campeão mundial dos pesos pesados de 1986 a 1990 e 1996 a 1997
12 vitórias em lutas por título mundial (10 nocautes)
4 derrotas em lutas por título mundial
11 vitórias contra campeões mundiais (9 nocautes)
4 derrotas contra campeões mundiais