Brasil em ação no Grand Slam da Polônia

Evandro e Pedro Solberg avançam na Polônia (Foto: Divulgação/FIVB)

LANCE!
17/06/2016
14:55
Rio de Janeiro

O primeiro dia da fase de grupos do torneio masculino, no Grand Slam da Polônia, foi de bons resultados para o Brasil. As cinco duplas que representam o país tiveram seis vitórias em oito jogos nesta quinta-feira. Integrantes da Equipe Furnas, Evandro/Pedro Solberg (RJ) e Bruno Schmidt (DF) - que faz dupla com o capixaba Alison - seguem fortes na disputa. Além deles, avançaram Alvinho/Vitor Felipe (PB), Guto/Saymon (RJ/MS) e Ricardo/André Stein (BA/ES)

As duplas que representarão o Brasil nos Jogos Olímpicos entraram em quadra apenas uma vez. Alison e Bruno Schmidt superaram os austríacos Winter/Petutschnig por 2 sets a 0 (21/14, 23/21), em 33 minutos. Já Evandro/Pedro Solberg derrotaram os suíços Beeler/Strasser por 2 sets a 0 (21/15, 21/17), em 34 minutos.

Os medalhistas pan-americanos Álvaro Filho/Vitor Felipe disputaram duas partidas no grupo, vencendo ambas. Superaram na estreia os norte-americanos Allen/Brunner em sets diretos (21/15, 21/19), em 35 minutos. Horas depois, triunfo contra os israelenses Faiga/Hilman por 2 sets a 0 (21/15/21/19), em 33 minutos.

Guto/Saymon e Ricardo André Stein se enfrentaram na estreia do grupo C. Vitória do campeão olímpico e do capixaba por 2 sets a 1 (21/16, 17/21, 9/15), em 43 minutos. Guto e Saymon se recuperaram na sequência, vencendo os espanhóis Marco/García por 2 sets a 0 (21/15, 21/19), em 35 minutos, enquanto Ricardo/André Stein acabaram superados pelos norte-americanos Gibb/Patterson por 2 a 0 (21/14, 21/16), em 32 minutos.

O Brasil lidera o quadro de medalhas em etapas do Circuito Mundial realizadas na Polônia. Até hoje foram realizados 15 eventos no naipe masculino e outros 12 no feminino. Os brasileiros possuem 17 medalhas no masculino (nove ouros, quatro pratas e quatro bronzes) e 16 medalhas no feminino (nove ouros, uma prata e seis bronzes).

A etapa de Olsztyn dará 57 mil dólares às duplas campeãs, distribuindo 800 mil dólares em premiações no total. Os campeões somam 800 pontos no ranking do Circuito Mundial. Após a parada na Polônia, o tour mundial segue para o Major Series de Porec, na Croácia.