LANCE!
11/07/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

O gringo está de volta. Muito querido por boa parte da torcida do Flamengo, o meia Mancuello foi bem na vitória por 2 a 0 do Rubro-Negro sobre o Atlético-MG em Brasília. Ele foi o autor da assistência para o primeiro gol de Felipe Vizeu e saiu aplaudido de campo, quando foi substituído, no segundo tempo. O argentino vinha ficando no banco de reservas com Zé Ricardo, porém agora volta mais forte na briga por uma vaga na equipe. 

O auxiliar técnico Jayme de Almeida disse que Mancuello estava com febre no jogo contra o Galo. O argentino quase foi substituído no intervalo por causa disso, mas voltou para a segunda etapa.

- No esporte, conquistamos as coisas trabalhando. Mancuello foi bem nas oportunidades que teve. Ele se machucou também. Mas o Alan (Patrick) vem bem e os dois ocupam mais ou menos a mesma posição. Mancuello quase saiu no intervalo. Ele entrou febril no jogo e mostrou muita determinação. Muito legal ter jogadores assim no plantel. Seria fácil ficar de cara amarrada. O Flamengo construiu um grupo de jogadores que querem brigar pela Libertadores, pelo título. Às vezes, tem que esperar a oportunidade. Ninguém ganha um campeonato com 11 jogadores. É preciso ter plantel de qualidade - disse o auxiliar.

Na última sexta-feira, Zé Ricardo respondeu a perguntas de torcedores do Flamengo num bate-papo via Facebook. O técnico interino fez elogios a Mancuello e explicou que o argentino não vinha jogando por opção técnica.

- É um jogador com qualidades muito boas de passe e finalização. Ele também tem uma competitividade grande. Estou reconhecendo melhor as características dele. Mas ele está pronto para jogar. Não joga tanto por escolha minha, pela consistência e maturidade que quero ver na equipe. Acredito que, na sequência do campeonato, ele vai ser muito importante - disse Zé Ricardo.

Everton, que jogaria ao lado de Mancuello contra o Atlético-MG, não ficou sequer no banco de reservas devido uma forte gripe, segundo a assessoria do Flamengo.