Thiago Ferri
11/12/2016
19:03
São Paulo (SP)

Para o Palmeiras o jogo pouco valia, apenas três titulares estavam em campo, mas o campeão encerrou sua campanha no Campeonato Brasileiro como começou: vencendo. No domingo marcado pelas homenagens às vítimas da tragédia da Chapecoense, o Verdão fez 2 a 1 sobre o Vitória, de virada, com gols de Gabriel e Alecsandro - o centroavante chegou ao seu 100º gol nos pontos corridos.

O resultado fez o Palmeiras encerrar a campanha com 80 pontos e dono do: melhor ataque (62 gols), melhor defesa ao lado do Atlético-PR (32 gols), melhor saldo de gols (30 gols pró), time que mais venceu (24 vezes), que menos perdeu (seis vezes). Estatísticas que atestam a ótima campanha do time de Cuca, que despediu-se do Palmeiras no Barradão.

Os dois times entraram em campo com camisas da Chape. Durante a partida, usaram seus uniformes, mas com homenagens: os atletas do Verdão estavam com o nome e número dos atletas do time de Chapecó (Cuca levava o rosto de Caio Júnior nas costas de sua camisa), enquanto os atletas do Vitória levavam nomes de algumas das vítimas do clube no acidente da Colômbia.

Mesmo sem 14 jogadores, Cuca armou um time competitivo contra os baianos - Fabrício, Alecsandro e Leandro Pereira desde o início eram os que mais chamavam a atenção. Apesar da boa atuação dos visitantes, o primeiro gol foi do time da casa: Marinho cobrou falta para dentro da área, Alecgol não conseguiu afastar e surpreendeu Jailson: 1 a 0.

O empate veio rápido, com Gabriel, neste domingo camisa 21, de Mateus Caramelo. Alecsandro, após rebote na área, virou e se emocionou. Com a 9 e o nome de Bruno Rangel nas costas, ele chegou ao seu centésimo gol em Brasileiros e disse que tinha a certeza de que marcaria para homenagear o atacante, morto na Colômbia.

Com o placar definido no primeiro tempo, a etapa final deu a chance de Cuca usar, finalmente, Rodrigo. Contratado no início da temporada, o ex-volante do Goiás ainda não tinha estreado em 2016 e foi bem. Mostrando repertório em jogadas de bola parada, bom toque de bola, o último jogo do técnico palmeirense foi a demonstração da força do elenco que montou.

O Vitória, apesar da derrota, encerrou a campanha com 45 pontos e conseguiu livrar-se do rebaixamento diante do empate do Internacional. 

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 1 X 2 PALMEIRAS

Data: 11 de dezembro de 2016 (domingo), às 17h
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Horário: 17 horas
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias (PA) e Helcio Araujo Neves (PA)
Cartões amarelos: Zé Love (VIT); Thiago Santos, Alecsandro, Cleiton Xavier, Jailson, Matheus Sales e Fabrício (PAL)
GOLS: Marinho, 12'/1ºT (1-0); Gabriel, 15'/1ºT (1-1) e Alecsandro, 47'/1ºT (1-2)

VITÓRIA: Fernando Miguel; Diego Renan, Ramon, Kanu e Euller; Willian Farias, Marcelo e Cárdenas (Serginho, 13'/2ºT); David (Vander, 36'/2ºT), Marinho e Zé Love (20'/2ºT). Técnico: Argel Fucks

PALMEIRAS: Jailson; Gabriel, Mina (Matheus Sales, 29'/1ºT), Thiago Martins e Fabrício; Thiago Santos, Tchê Tchê e Cleiton Xavier (Rodrigo, 24'/2ºT); Leandro Pereira, Alecsandro (Artur, 41'/2ºT) e Erik. Técnico: Cuca