CIRCUITO MUNDIAL: Pedro Solberg e Evandro

Pedro Solberg e Evandro: contagem regressiva para a estreia olímpica (Divulgação/FIVB)

LANCE!
14/07/2016
15:10
Rio de Janeiro

Embalados pela conquista da etapa de Gstaad do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, no último domingo, na Suíça, Pedro Solberg/Evandro - integrantes do Time Petrobras na Olimpíada do Rio -, voltam agora o foco para o maior desafio da temporada: os Jogos do Rio-2016. A 21 dias da Cerimônia de Abertura - dia 5 de agosto, no Maracanã -, Evandro faz um retrospecto da sua carreira, que começou no vôlei de quadra, em 2003. Ele só migrou para as areias em 2010, depois de passar por clubes Tijuca Tênis Clube (RJ), Fluminense (RJ) e Banespa (SP), e pelas Seleções Brasileiras Juvenil e
Infanto-Juvenil, e só migrou para as areias em 2009.

- Na Olimpíada passada, eu estava praticamente iniciando no vôlei de praia e agora me vejo prestes a jogar uma edição dos Jogos. Ainda tenho muita areia para comer, será minha primeira Olimpíada, mas sei que eu e o Pedro (Solberg) fizemos por merecer, fizemos por onde. Precisam ter respeito por esse caminho que percorremos - disse o jogador de 2,10m de altura, que completará 26 anos no próximo domingo.

Pedro Solberg e Evandro foram confirmados pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) como integrantes do time olímpico em setembro do ano passado. A vitória sobre os norte-americanos Dalhausser e Lucena por 2 sets a 0 (22/20, 21/16), domingo, deu mais confiança à dupla. Foi o primeiro título da parceria no Circuito Mundial de 2016, e em ótima hora, justamente no último evento importante antes dos Jogos Olímpicos. Foi também uma revanche, já que Dalhausser e Lucena haviam vencido os brasileiros na final do Open de Maceió (AL), em fevereiro.

Donos de um estilo de jogo arrojado e agressivo, Pedro Solberg e Evandro costumam chamar e vibrar junto com a torcida. Por isso, jogar essa olimpíada em casa pode fazer toda a diferença.

- Em Olimpíada não tem jogo fácil, não tem chave fácil. Todos os times são excelentes se têm condição de ser campeões. Estamos no nosso auge, em ótima forma, jogando bem e com a torcida ao nosso lado. Estamos confiantes - disse Evandro.

Foi o segundo título de etapa de Pedro Solberg e Evandro, campeões também em Stavanger, no ano passado. Eles possuem também três pratas e dois bronzes. No último sábado, eles conheceram os adversários dos Jogos Olímpicos, onde enfrentarão os letões Samoilovs/Janis Smedins, os canadenses Ben Saxton/Chaim Schalk e os cubanos Diaz/Gonzalez.