Juan Nogueira foi derrotado por Evgeny Tishchenko na decisão unânime dos juízes

Juan Nogueira foi o primeiro brasileiro a se classificar para os Jogos Olímpicos entre os pesados (FOTO: AFP)

LANCE!
08/08/2016
15:21
Rio de Janeiro

O terceiro dia de competições de boxe, nesta segunda-feira (8/8), contou com apenas um brasileiro em ação: o peso-pesado Juan Nogueira, integrante do Time Petrobras. O lutador enfrentou o campeão mundial Evgeny Tishchenko e, apesar da garra demonstrada no ringue, não foi capaz de vencer o russo, sendo derrotado na decisão unânime dos juízes e eliminado nas oitavas de final do boxe masculino da Rio-2016. Apesar do revés, Juan declarou ter ficado feliz com sua apresentação. Ele diz não ter do que reclamar do resultado decretado pelos juízes, que deram a vitória na decisão unânime para o russo.

- Apesar do resultado estou muito feliz, muito satisfeito. Claro que não era o resultado que eu queria, mas acho que fiz um bom trabalho e voltei a representar o Brasil nos pesados após tantos anos. Foi uma grande experiência - avaliou o lutador, que foi o primeiro pesado (até 91kg) da história a representar o Brasil na Olimpíada.

Nem mesmo os famosos gritos de "Uh, vai morrer" foram capazes de fazer o brasileiro vencer. Embora mais agitado, bem na esquiva, mas com menos volume, Nogueira perdeu para Tishchenko, atual campeão mundial, que trabalhou bem sua maior envergadura.

Juan foi o segundo brasileiro eliminado nos Jogos do Rio. O primeiro foi Patrick Lourenço (49kg), que foi superado pelo colombiano Yurbenjen Martinez.

O próximo brasileiro a subir ao ringue nos Jogos Olímpicos será o peso leve (60kg) Robson Conceição, nesta terça-feira, às 11h45, diante de Anvar Yusunov, do Tajiquistão.

A Confederação Brasileira de Boxe tem o apoio da Petrobras.