Pres. Dilma Rousself

Dilma Rousseff estará na lista de convidados do Comitê Rio-2016 para os Jogos (Foto: Roberto Stuckert Filho)

Jonas Moura
15/06/2016
19:18
Rio de Janeiro (RJ)

A presidente afastada Dilma Rousseff será convidada para a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio-2016, que acontecerá no dia 5 de agosto, no Maracanã. O Comitê Organizador do evento confirmou que chamará todos os ex-presidentes da República para prestigiar o evento.

– O Comitê vai convidar todos os ex-presidentes, o que inclui a Dilma. Temer e Bach não se opuseram. Há sete anos, um grupo de políticos trabalhou para trazermos os Jogos.  Não podemos fingir que essas pessoas não existem – afirmou Mario Andrada, diretor de comunicação do Rio-2016, nesta quarta-feira.

Dilma já havia manifestado o desejo de participar, uma vez que foi responsável por aprovar grande parcela dos projetos da Rio-2016. O governo federal é o principal financiador de arenas e equipamentos dos Jogos.

Ela e Michel Temer, no entanto, ficarão em setores separados no estádio durante a cerimônia. A tribuna de honra será dividida em partes. Na principal, estarão os Chefes de Estado e algumas autoridades. Em outra, ficam políticos e ex-presidentes, além de outro grupo de autoridades. 

O convite, portanto, também chegará a Lula, Fernando Henrique Cardoso, José Sarney e Fernando Collor. Andrada negou qualquer tipo de constrangimento à entidade em razão de alguns serem alvo de investigações na justiça.

– Não constrange o Comitê. Entendemos que o fato de serem ex-presidentes não os protege da Justiça, tanto que eles são citados em vazamentos, e investigados pelo Supremo Tribunal Federal e pelo procurador-geral da República. Até serem julgados, não podem ser condenados – disse Andrada.

O mesmo vale para João Havelange, ex-presidente da Fifa. O cartola, hoje aos 100 anos, fez defesa da escolha do Rio como sede dos Jogos, mas é investigado pelo FBI por suspeita de corrupção envolvendo contratos da entidade máxima do futebol mundial.