Ana Cláudia lemos

Ana Cláudia Lemos não participará das eliminatórias dos 100 m rasos esta noite, no Estádio do Engenhão (Foto: Divulgação/WAGNER CARMO/inovafoto.com)

Marcelo Laguna
12/08/2016
14:28
Enviado especial ao Rio de Janeiro (RJ)

De volta à Seleção Brasileira de atletismo após a polêmica do caso de doping para oxandrolona (esteróide), que lhe rendeu uma suspensão de cinco meses, a velocista Ana Claudia Lemos possivelmente só participará do revezamento 4 x 100 m rasos nos Jogos Olímpicos Rio-2016. Ela não foi inscrita pela comissão técnica para participar das eliminatórias dos 100 m, que acontecerão na noite desta sexta-feira, no Estádio do Engenhão. O Brasil será representado por Rosângela Santos e Franciela Krasucki.

- A Ana voltou bem do período da suspensão, mas acabou sentindo um desconforto muscular durante a nossa preparação no CDA, já no Rio, e por isso preferimos poupá-la dos 100 m. O foco está todo para o revezamento 4 x 100 - afirmou em conversa com o LANCE! Ricardo D'Angelo, treinador-chefe da equipe brasileira de atletismo.

O retorno oficial de Ana Cláudia à seleção aconteceu na etapa da Liga Diamante da Iaaf (Associação das Federações  Internacionais de Atletismo), em julho, pelo revezamento 4 x 100 m, conseguindo a boa marca de 42s59, terminando em segundo lugar na prova, atrás somente da Grã-Bretanha.

A prova dos 100 m era a única na qual Ana Claudia tinha índice individual, com o tempo de 11s15, obtido durante os Jogos Pan-Americanos de Toronto, no ano passado. Ainda assim, haveria a possibilidade de também inscrevê-la nos 200 m, mas isso também foi descartado pelo técnico das provas de velocidade, Katsuhico Nakaya, na semana passada, assim como a presença de Rosângela Santos nesta prova.

- A Ana foi muito bem recebida pelas meninas depois do período de suspensão. Acreditamos que ela não teve a intenção de tomar aquele suplemente contaminado e agora o importante é que todos trabalhem pensando na equipe - afirmou D'Angelo.

Nas eliminatórias de hoje dos 100 m, Rosângela Santos correrá na sétima bateria, largando na raia 2, enquanto Franciela Krasucki, também recuperada de uma lesão muscular sofrida ainda na disputa do Troféu Brasil, disputará a oitava bateria, balizada na raia 5. Avançarão para as semifinais as duas primeiras colocadas de cada série, além das oito competidoras mais rápidas.