NATAÇÃO: Um ano após os Jogos Olímpicos, Raia Rápida traz grandes nadadores do Brasil e do mundo para um Desafio misto

Bruno Fratus conquistou duas medalhas de prata no Mundial de Budapeste (HUN) Satiro Sodré

LANCE!
06/10/2017
15:55
Rio de Janeiro (RJ)

O Parque Maria Lenk receberá, dia 15 de outubro (domingo), um elenco de estrelas da natação mundial para o Desafio Raia Rápida. Nomes como Etiene Medeiros (BRA), Bruno Fratus (BRA), Anthony Ervin (EUA) e Fabio Scozzoli (ITA) já estão confirmados.

O Desafio conta com disputas mistas nos 50 metros estilo livre, borboleta, peito e costas entre quatro países: Brasil, Estados Unidos, Itália e Argentina. A disputa conta com entrada gratuita e os portões serão abertos às 8h.

- O Raia Rápida é um evento único que adiciona uma adrenalina extra. Uma competição única e muito dinâmica. O Brasil sempre vai ser favorito e só existe uma única estratégia para se ter sucesso: nadar forte sempre. Esperamos a torcida brasileira no dia do evento - empolga-se Bruno Fratus.

A disputa promete ser acirrada e com muita rivalidade já que os países contam com grandes destaques em seus estilos. Mas, a equipe brasileira composta por Etiene Medeiros, Bruno Fratus, Daynara de Paula e João Gomes Júnior vai entrar na água embalada pelos resultados do último Mundial de natação, disputado em Budapeste. Lá, Etiene conquistou a medalha de ouro nos 50m costas, Bruno Fratus foi prata nos 50m livre e no revezamento 4x100m livre e João Júnior foi prata nos 50m peito. Resultados que credenciam o time brasileiro ao lugar mais alto do pódio.

Porém, o caminho para o tetracampeonato não será fácil. O Time dos Estados Unidos será liderado pelo campeão olímpico Anthony Ervin, que também pode ser chamado de colecionador de medalhas de ouro. O experiente nadador americano possui três ouros olímpicos (50m livre, em Sydney-2000, 50m livre e 4x100m livre, na Rio-2016), além de uma prata também em Sydney-2000, nos 4x100m livre. Ervin participa pela quarta vez do Desafio Raia Rápida e, apesar dos Estados Unidos já ter conquistado o título em 2012, o nadador busca seu primeiro ouro na competição.

A Itália é outro país que já faz parte do Desafio Raia Rápida. A azurra participa pela terceira vez, mas também busca seu primeiro título. Na equipe italiana, destaque para Fabio Scozzoli, primeiro campeão mundial de seu país, nos 100m peito, no Mundial de Istambul, em 2012. Nadando ao seu lado, Fabio terá Elena Gemo, Lorenzo Benatti e Elena Di Liddo.

- Eu tenho certeza que será um evento muito bacana, espero competir bem pelo meu país. Haverá muita concorrência e muitos atletas de importância mundial. Será divertido e bem desafiador. Estou muito animada - comenta Elena.

A Argentina completa o hall de desafiantes e coloca a rivalidade sul-americana nas águas do Parque Maria Lenk. Se a competitividade entre brasileiros, italianos e americanos já é enorme, os hermanos estrearão no Desafio Raia Rápida dispostos a desbancar os grandes favoritos.

Como será a competição? 

Cada país será representado por quatro atletas, que competirão em provas individuais e de revezamento, sempre nadando no seu melhor estilo (borboleta, costas, peito e livre). Os atletas disputam provas eliminatórias sempre na distância de 50m. Os últimos colocados de cada prova são eliminados da série seguinte até que restem apenas dois nadadores para a final de cada modalidade. Logo depois, os nadadores voltam à piscina para a segunda fase do desafio com um empolgante revezamento 4x50m medley. A equipe com maior pontuação nas duas fases será a grande campeã. Os homens disputarão as provas de nado livre e peito. Mulheres competirão no costas e borboleta.