Flamengo - Marcelo Cirino (foto:Mauro Horita/LANCE!Press)

Flamengo - Marcelo Cirino (foto:Mauro Horita/LANCE!Press)

LANCE!
29/12/2016
15:44
Porto Alegre (RS)

Apesar de contar com D'Alessandro e Roberson, o Internacional segue buscando no mercado um novo reforço para o ataque, e o nome de Marcelo Cirino caiu bem no Beira-Rio. Mas não será fácil contratar o jogador.

Segundo Jorge Macedo, diretor executivo do Colorado, as negociações com o atacante são dificultadas pelo fato de envolver mais de duas partes. Ainda assim, o dirigente elogia Cirino e mantém seu interesse em fechar negócio:

- É um negócio muito complicado. Ele pertence ao Atlético-PR, está emprestado ao Flamengo e há ainda um grupo de investidores que fez a aquisição dele. Além de precisar acertar com o atleta. Ou seja, são quatro frentes para fazer um acerto. É um jogador muito interessante, tem potencial fez boas temporadas no Atlético-PR. Foi artilheiro do carioca, mas tem essa dificuldade na negociação - contou o dirigente à Rádio Gaúcha.

Uma das posições carentes do elenco colorado é a lateral-esquerda, e o Inter se lançou ao mercado em busca de um atleta para a posição. O chileno Eugenio Mena, que atuou pelo São Paulo em 2016, chegou a ser oferecido aos gaúchos, mas Jorge Macedo revela que as conversas nem chegaram a ser travadas:

- Não existe nada em relação ao Mena. Foi oferecido, mas não existe nada. O Cruzeiro não conta com ele, mas existem outros fatores que influenciam. A questão salarial, o valor para a aquisição, aspectos que inviabilizam o negócio.

O diretor-executivo ainda comentou o interesse no zagueiro Klaus, do Juventude, cuja contratação é vista com bons olhos pelo treinador Antônio Carlos Zago, que já trabalhou com o defensor no último ano:

- O Klaus fez uma Série C muito boa, é um jogador interessante, foi muito bem no Gauchão, mas estamos avaliando o grupo para depois ver quais as posições que serão reforçadas. Sabemos da capacidade do Klaus, é um jogador interessante.