Thiago Ferri
07/09/2016
23:43
São Paulo (SP)

A dupla ”Vitamina” provou na noite desta quarta-feira no Choque-Rei que é, realmente, mortal no ataque. Com gols de Vitor Hugo e Mina, o Palmeiras fez 2 a 1 no São Paulo, de virada, manteve a folga na liderança do Brasileiro e o rival em crise. O Tricolor está zerado no Allianz Parque.

Com sua casa cheia pela última vez antes do início da pena imposta pelo STJD e em melhor momento, o Verdão recebeu seu rival com um ambiente hostil, que passou a se tornar mais receptivo ao Tricolor a partir do momento que a pressão alviverde rendeu pouco resultado. No primeiro tempo, Rafael Marques e Allione perderam duas excelentes chances, mas foi só. O São Paulo, tratado como azarão, passou a crescer.


Kelvin, até então o único são-paulino com gols na arena (mas pelo Palmeiras), passou a achar espaços. Em um vacilo de Jean, o camisa 30 cruzou para Chavez completar para o gol e calar de uma vez o Allianz. O argentino tem cinco gols em oito jogos com a camisa tricolor. 

A resposta de Cuca foi tirar Allione, sua surpresa na escalação, para colocar Gabriel Jesus. O atacante veio da Seleção infernizando a defesa tricolor, mas Mina, em posição irregular, foi quem aproveitou o cruzamento de Jean para empatar o clássico.

Ali o momento do jogo mudou. A torcida voltou a se empolgar, Jesus achava mais espaços, e novamente a zaga decidiu: agora em escanteio de Dudu, Vitor Hugo virou o Choque-Rei. Ao anunciar o gol, o locutor do estádio ainda provocou o são-paulino Maicon ao dizer que o camisa 4 é o verdadeiro “Deus da zaga”.

Jesus poderia fazer o terceiro se Denis não realizasse uma linda defesa no canto esquerdo. Com a apertada vitória, o Verdão chegou a 46 pontos e segue com três de vantagem para o vice-líder, o Flamengo, que derrotou a Ponte Preta também por 2 a 1. Além disso, está há sete jogos sem perder do São Paulo no Palestra Itália/Allianz: cinco vitórias e dois empates – na arena, são três vitórias do Palmeiras.

Já o Tricolor chegou ao quinto jogo sem vencer – o quarto no Brasileiro. Está apenas dois pontos acima da zona de rebaixamento e a distância pode diminuir no fim da rodada. Preocupante!

O Palmeiras volta a campo no domingo, quando encara o Grêmio em Porto Alegre, às 18h30. O São Paulo recebe no mesmo dia o Figueirense, às 11h, no Morumbi. 

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 1 SÃO PAULO

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data-Hora: 7 de setembro de 2016 - 21h45 (horário de Brasília)
​Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)
Auxiliares: Nadine Câmara Bastos e Helton Nunes (ambos de SC)
Cartões amarelos: Gabriel, Mina e Jean (PAL); Chávez, Mena e Lyanco (SAO)
Gols: Andrés Chávez 2' 2ºT (0-1); Yerri Mina 10' 2ºT (1-1) e Vitor Hugo 25' 2ºT (2-1)

PALMEIRAS: Jaílson; Jean, Yerry Mina, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel (Cleiton Xavier 43' 2ºT), Tchê Tchê, Moisés (Thiago Santos 34' 2ºT) e Allione (Gabriel Jesus 7' 2ºT); Dudu e Rafael Marques. Técnico: Cuca

SÃO PAULO: Denis; Wesley, Rodrigo Caio (Lyanco 39' 1ºT), Maicon e Carlinhos (Mena 44' 1ºT); Hudson, João Schmidt, Thiago Mendes, Luiz Araújo (Daniel 29' 2ºT) e Kelvin; Andrés Chávez. Técnico: Ricardo Gomes