lance biz logo

Mercado do Esporte

twitter logo
twitter logo
twitter logo
twitter logo

Fim dos cambistas? Ingressos tokenizados se apresentam como solução e serão testados no Brasileirão

Partida entre São Paulo e Flamengo, na próxima quarta-feira (6), contará com a tecnologia blockchain para três lotes de ingressos

SAO_PAULO_FLAMENGO_COPA_BRASIL-scaled-aspect-ratio-512-320

São Paulo x Flamengo será disputado no Morumbi na próxima quarta-feira (Foto: Fernando Roberto/Lance!)

Lance! - 30/11/2023 - 11:25

Lance! - 30/11/2023 - 11:25

O Brasileirão 2023 está caminhando para o fim, mas uma inovação tecnológica já está sendo testada de olho na próxima temporada. A partida entre São Paulo e Flamengo, na próxima quarta-feira (6) no Morumbi, contará com a venda de ingressos tokenizados, oferecidos pelo clube paulista.

O projeto batizado de Smart Ticket ainda está em fase de testes, a partir de um piloto, mas seus criadores prometem mudar o atual mercado de ingressos para eventos esportivos. De acordo com informações divulgadas pela empresa, serão disponibilizados três lotes, com valores entre R$ 200 e R$ 400.

➡️ Acompanhe os negócios no esporte em nosso novo canal. Siga o Lance! Biz no WhatsApp

As vantagens dos ingressos tokenizados vão desde a experiência de usuário até a garantia de segurança e autenticidade. Mas será que isso implicaria a solução para combater a ação de cambistas, especialmente nos arredores dos estádios?

Na visão de Carlos Akira Sato, sócio do Jantalia Advogados e especialista em Mercado de Capitais, Mercado Financeiro, Finanças Web 3, fintechs e special situations, essa é uma situação bastante viável de acontecer a médio e longo prazo.

- A rastreabilidade da tecnologia blockchain é capaz de registrar todas as etapas de transferência de um ingresso ou até mesmo impedir a sua transferência. Na hipótese de integração do bloco com uma solução de pagamento eletrônico, pode controlar ou até evitar a cobrança de valor superior ao da bilheteria original - explicou.

➡️ O tamanho do prejuízo: como rebaixamento à Série B pode impactar finanças dos clubes brasileiros?

Considerando que todas as informações transacionais serão armazenadas no bloco e não podem ser alteradas, Akira Sato ressalta que as possiblidades de falsificação e venda duplicada dos ingressos são praticamente impossíveis.

O emissor do ingresso pode inserir todas as regras de comercialização, inclusive revenda, no bloco, permitindo que todas as informações sejam transparentes para os consumidores e a autenticidade seja checada em cada transação. Além disso, podem ser atribuídas experiências diferenciadas, como a personalização de cada ingresso, transformando-o em um token não fungível - um NFT
Carlos Akira Sato, sócio do Jantalia Advogados

Além do direito de assistir à partida no Morumbi, os compradores também terão acesso a uma série de experiências físicas e digitais, como acompanhar a criação de uma taça de premiação em uma impressora 3D, participar da criação de um mural comemorativo para o time em Realidade Virtual, ganhar uma lembrança colecionável física e em NFT e concorrer a uma camisa do clube autografada por jogadores.

➡️ Cumprir tabela? Rodadas finais do Brasileirão têm premiações milionárias em disputa

Mas se o torcedor de São Paulo x Flamengo, no caso, desistir de comparecer ao jogo? Ele pode revender ou repassar a alguém?

- A segurança e agilidade do blockchain permite a devolução com reembolso sem fricção, na hipótese de integração com um meio de pagamento eletrônico, ou a revenda do ingresso com a possibilidade de limitação do ágio ou desconto - explica o advogado e especialista em Mercado de Capitais. 

Quanto à questão de acessibilidade, Sato não acredita que ingressos tokenizados possam ser um desafio para quem está longe de ser um nativo digital e ainda prefere os trâmites mais convencionais.

- A experiência será similar à do PIX. Ninguém está preocupado com a tecnologia que sustenta a operação. O importante é que ela funciona e traz uma experiência para o usuário simples e segura. Token/blockchain é apenas o meio. A experiência de compra será melhor, mais segura, mais barata e mais divertida - concluiu.

Morumbi - São Paulo

Torcedores do São Paulo podem comprar ingressos tokenizados (Foto: Felipe Iruatã/saopaulofc.net)

Compartilhetwitter logofacebook logowhatsapp logo
share logo

circulo com pontos dentroTudo sobre

Relacionados

Mais lidas no L!Biz