Tom Brady Tampa Bay Buccaneers

Tom Brady teve bom início, mas não foi páreo para boa defesa do New Orleans Saints no domingo (13) (Matt May/Tampa Bay Buccaneers)

LANCE!
15/09/2020
15:25
New Orleans (EUA)

O telespectador americano estava com saudade da NFL. Na quinta-feira (10), na abertura da temporada 2020, a vitória do Kansas City Chiefs sobre o Houston Texans foi o evento esportivo mais assistido dos Estados Unidos desde o Super Bowl LIV. No domingo (13), este recorde foi quebrado. A estreia de Tom Brady pelo Tapa Bay Buccaneers contra o New Orleans Saints assumiu o posto, com média de 25.8 milhões de pessoas o acompanhando.

Para se ter uma ideia da relevância da audiência da partida, o Oscar, em fevereiro deste ano, teve 23.6 milhões de espectadores. Número inferior ao embate entre Bucs e Saints.

Em campo, o Saints dominou defensivamente o duelo, forçando Tom Brady a lançar duas interceptações, e contribuindo para uma vitória por 34 a 23 para a equipe de New Orleans.

O jogo foi o de maior audiência de uma partida da semana 1 da NFL na emissora de televisão americana desde 2016. Os bons números marcados pela televisão na liga de futebol americano contradizem a opinião de Donald Trump e seus familiares sobre o esporte. Para o presidente dos Estados Unidos, a NFL está chata. Já seu filho, Eric Trump, decretou a morte do futebol americano.

Além disto, o número de vendas de camisas de times da NFL também bateu recordes históricos. Com Tom Brady liderando, a venda subiu 35% no site Fanatics, especializado na comercialização de artigos esportivos. Foi a melhor marca da história da empresa numa rodada de abertura da liga profissional de futebol americano.