LANCE!
17/08/2016
13:11
São Paulo (SP)

Não foi à toa que o baiano Isaquias Queiroz chegou ao Rio credenciado como uma das principais esperanças de medalha para o Brasil nos Jogos Olímpicos. Depois de ter sido prata na canoagem, na última terça-feira, o nordestino fez bonito de novo na Lagoa Rodrigo de Freitas. Na semifinal da prova C1 200 metros, Isaquias terminou sua bateria em primeiro e ainda quebrou o recorde olímpico. A disputa da medalha acontece na manhã de quinta-feira.  

Enquanto a canoagem é só felicidade, o handebol não pode se vangloriar do mesmo. Um dia depois do adeus da seleção feminina, o time masculino reeditou o roteiro na Arena do Futuro e acabou sendo eliminado pela França nas quartas de final. A última quarta-feira olímpica também ficou marcada pelo prisão de Patrick Joseph Hickey, presidente do Comitê Olímpico da Irlanda, acusado de estar envolvido em um esquema ilegal de venda de ingressos.

Canoagem

Quem para o brasileiro Isaquias Queiroz? Depois de levar a prata na prova do C1 1.000 metros, o canoísta baiano voltou às águas da Lagoa Rodrigo de Freitas na manhã desta quarta-feira e se garantiu na final da C1 200 metros com o novo recorde olímpico da modalide (39s659). A decisão do ouro acontece na quitna-feira e a prova está agendada para começar às 9h23.

Em contrapartida, a também canoísta Ana Paula Vergutz não alcançou índice para avançar às semifinais da prova K1 500m. A brasileira encerrou sua participação na modesta 23ª posição. Por fim, Edson da Silva e Gilvan Ribeiro também deram adeus às esperanças de medalha no Rio após terminarem na quarta colocação de sua bateria nas semifinais da K2 200 metros.

Handebol

O Brasil está eliminado do handebol. Um dia depois da seleção feminina dar adeus ao torneio olímpico, a manhã desta quarta-feira marcou o adeus dos homens no esporte. Na Arena do Futuro, a equipe verde e amarela foi superada pela França, por 34 a 27, e não tem mais chances de brigar por medalha no Rio de Janeiro.

Apesar da eliminação, a seleção brasileira saiu de cabeça erguida. Afinal, nem sequer havia participado dos Jogos de Londres-2012 e chegou a uma inédita fase de quartas de final no Rio de Janeiro. Fora isso, o time francês é o atual campeão do mundo e bicampeão olímpico na modalidade

Hipismo

A equipe brasileira de saltos no hipismo ficou no quase na disputa por medalha. O time formado por Eduardo Menezes, Álvaro de Miranda e Pedro Veniss competiu com um cavaleiro a menos que seus adversários, já que Stephan Barcha foi desclassificado no primeiro dia das finais, e não podia errar. No entanto, o cavalo de Veniss encostou em um obstáculo e Eduardo Menezes também cometeu uma penalidade. No fim, o Brasil ficou em 5° na classificação geral. A França levou o ouro, seguida pelos EUA. Já o bronze será disputado por Alemanha e Canadá que tiveram desempenhos idênticos.

Taekwondo

O primeiro dia de competições do taekwondo nesta Olimpíada não poderia ter sido melhor para o país-sede dos Jogos. Na disputa entre as mulheres com até 49kg, a brasileira Iris Tang Sing derrotou a neozelandesa Andrea Kilday, por 7 a 5, e avançou às quartas de final. Já entre os homens, Venilton Teixeira despachou o israelense Ron Atias, após vencer por 16 a 2, e também está nas quartas de final na categoria até 58kg. Os combates acontecem nesta tarde às 15h com Iris e às 15h15 com Venilton.

Pegou mal

Patrick Joseph Hickey, presidente do Comitê Olímpico da Irlanda e também membro do COI, foi preso no Rio de Janeiro nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira acusado de envolvimento em um complexo esquema ilegal de venda de ingressos para os Jogos Olímpicos.