Marcelo Laguna
15/08/2016
18:27
Enviado especial ao Rio de Janeiro (RJ)

O show dado por Usain Bolt na pista do Estádio Olímpico do Engenhão foi apenas o primeiro que o jamaicano promete dar no Rio de Janeiro na Olimpíada Rio-2016. Além de ter se tornado o primeiro homem da história dos Jogos a vencer três vezes consecutivas a prova dos 100m, Bolt está atrás de deixar seu nome para a história também nas outras duas provas em que irá competir por aqui. A primeira delas, os 200m rasos, na qual ele participará das eliminatórias nesta terça-feira, a partir das 12h46, correndo a nona bateria.

- Foi um bom começo. Sempre há quem duvide de mim, mas estou em melhor forma do que na temporada passada. Eu vim aqui para vencer os 200 m, estou confiante para bater o recorde mundial aqui no Rio. Meu objetivo nesta Olimpíada é ganhar três medalhas de ouro - afirmou Bolt, tão logo deixou a pista do Engenhão no último domingo. Ele é o atual recordista mundial da prova, com 19s19, obtido no Mundial de Berlim de 2009, além de ter o recorde olímpico de 19s30 desde Pequim-2008.

Caso alcance o feito inédito de faturar o tricampeonato olímpico tanto nos 200m (cuja final está marcada para a próxima quinta-feira) como no revezamento 4 x 100m rasos (com eliminatórias na quinta-feira e final na sexta-feira), Usain Bolt irá se igualar a duas lendas do atletismo olímpico. Com nove medalhas de ouro, o jamaicano estará no mesmo patamar do fundista finlandês Paavo Nurmi e do americano Carl Lewis.

O finlandês foi o maior nome do atletismo no início do século passado, tendo conquistado suas nove medalhas entre os Jogos da Antuérpia-1920 e Amsterdã-1928, nas provas de 1.500 m, 5.000 m e 10.000 m. Já o americano é considerado como um dos mais completos atletas de todos os tempos, tendo brilhado entre os Jogos de Los Angeles-1984 e Atlanta-1996, conquistando suas medalhas de ouro nas provas de 100m, x 200m, revezamento 4 x 100m e salto em distância.

- Vou correr estes 200m tão duro quanto puder e quebrar meu recorde mundial nesta prova. Vim para provar para todos e a mim mesmo que sou um dos grandes da história do atletismo. Se por acaso falhar, ficarei muito decepcionado - avisou Bolt.