João Pedro Granette
19/10/2017
23:05
Rio de Janeiro (RJ)

Na Ilha do Urubu, o Flamengo recebeu o Bahia nesta quinta-feira e emplacou a segunda vitória consecutiva no Brasileirão. Com dois gols de Réver e mais
dois de Diego, o Rubro-Negro aplicou um 4 a 1 no Tricolor baiano e ganhou uma posição na tabela.

O JOGO


No reencontro com a Ilha do Urubu, o Rubro-Negro começou mal a partida e na primeira etapa de jogo as principais chances foram do Bahia. Primeiro, Zé Rafael parou em Diego Alves e em seguida Vinicius teve a chance de abrir o placar e mais uma vez o camisa 1 foi bem.

Para os donos da casa faltava criatividade no meio. A única boa chance foi com Diego, arriscando de fora da área, mas Jean foi bem e conseguiu fazer uma grande defesa. As equipes brigaram demais pela posse da bola e por isso poucas oportunidades foram criadas. Um retrato da vontade de Flamengo e
Bahia foram os amarelos na primeira etapa: cinco. Três para os donos
da casa e os outros dois para o Tricolor baiano.

A etapa final começou do mesmo jeito que a primeira. Diego teve grande chance, mas Jean operou um milagre. No lance seguida, o camisa 35 cruzou, Guerrero dividiu com a zaga e a bola sobrou para Réver encher o pé e abrir o placar na Ilha. Perdendo a partida, Carpegiani mandou Hernane Brocador para o jogo e no primeiro lance o camisa 9 sofreu pênalti. Na cobrança, Mendoza bateu com qualidade e deslocou Diego Alves para empatar.

Quando o Bahia começava a gostar da partida, Everton cruzou na cabeça de Réver e o zagueiro em noite artilheira testou para o fundo da rede. Antes de voltar a liderar o placar, torcida estava impaciente na Ilha do Urubu e o meia Diego foi alvo de vaias durante o segundo tempo.

Pouco tempo depois, as críticas viraram aplausos e gritos. Primeiro, o camisa 35 fez grande jogada e em seguida o árbitro deu pênalti. O meia foi para a bola e ampliou. Dois minutos depois, Diego se apresentou bem no ataque, recebeu um passe no capricho e girou bonito para dar números finais ao jogo.

Antes do apito final, Reinaldo Rueda aproveitou para tirar o meia, que foi muito festejado pelos torcedores presentes na Ilha do Urubu e retribuiu com reverências e beijos. O Fla agora está na sexta colocação da Série A, com 46 pontos somados. No domingo, o Rubro-Negro encara o São Paulo, no Pacaembu.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 4 X 1 BAHIA

Local: Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 19/10/2017, às 21h
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Anderson De Moraes Coelho e Alex Ribeiro (SP)
Público/renda: 8.282 presentes - 6.951 pagantes - R$225.370,00
Cartões amarelos: Willian Arão, Guerrero, Diego, Everton Ribeiro e Juan (FLA) e Juninho Capixaba, Renê Jr e Eduardo (BAH)
Cartões vermelhos: 
Gol: Réver, 15'/2ºT (1-0), Mendoza, 23'/2ºT (1-1);Réver, 31'/2ºT (2-1); Diego, 39'/2ºT (3-1); Diego, 41'/2ºT (4-1)

FLAMENGO: Diego Alves; Pará, Réver, Juan e Trauco; Cuéllar, Willian Arão e Diego (Romulo, 42'/2ºT); Berrío (Everton Ribeiro, Intervalo), Everton e Guerrero (Lucas Paquetá, 20'/2ºT). Tec: Reinaldo Rueda.

BAHIA:  Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Edson, Renê Júnior, Vinicius (Régis, 33'/1ºT) e Zé Rafael (Allione, 20'/2ºT); Mendoza e Edigar Junio (Hernane, 18'/2ºT). Tec: Carpegiani.