Russel Dias
14/08/2016
17:57
Santos (SP)

Nada de futebol bonito, velocidade ou qualquer outra característica do Santos ofensivo. O que prevaleceu para o time de Dorival Júnior neste domingo foi só o sentimento. Em uma mistura de fúria e paixão, foi com um gol de cabeça de Gustavo Henrique e outros dois de Ricardo Oliveira que o Peixe venceu o Atlético-MG por 3 a 0 e voltou ao G4.

Contagiado pelo sentimento das arquibancadas da Vila Belmiro, que vaiavam Robinho a cada toque na bola, o Peixe foi vibrante. Logo no início, o Santos começou a toda e deu tudo de si nos minutos iniciais. Renato e Jean testaram o goleiro atleticano Victor, que se saiu bem. Em um dos escanteios proporcionados pelas rebatidas do Galo, Jean Mota achou Gustavo Henrique, que testou firme e abriu o placar.

Mais calmo e menos pilhado, os santistas deram menos ouvidos às vozes das arquibancadas e escutaram mais Dorival Júnior. O Peixe recuou e esperou o Atlético-MG em seu campo para contra-atacar. Ideia não tão boa.

Pratto e Maicosuel aproveitaram os espaços, tanto que o argentino acertou a trave de Vladimir. O camisa 12 santista, que substituiu o suspenso Vanderlei, também foi exigido. E justo diante de Robinho, fechou o gol e inflamou ainda mais a torcida.


A segunda etapa foi ainda mais do Atlético-MG. Com a necessidade de buscar o resultado, a equipe de Marcelo Oliveira foi para cima, e Fred de trabalho a Vladimir, que seguiu sem ser vazado. Robinho até balançou as redes, mas o auxiliar já indicava impedimento, para o alívio de muitos presentes que xingavam o camisa 7.

Já que a técnica não era o suficiente para sacramentar a vitória santista, o sentimento parecia falar mais alto novamente. Pois na raça, com uma pitada de vingança e na coragem, Ricardo Oliveira, novamente de cabeça após cobrança de escanteio, liquidou a vitória santista e ajudou os mais de 10 mil santistas presentes a tirar da garganta os gritos entalados.

No fim, Oliveira teve calma para dominar e rolar para o canto direito de Victor para fechar a vitória santista. Santistas vingados, Peixe de volta na briga pela liderança e Galo firme no G4, mesmo com a derrota.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 0 ATLÉTICO-MG

Local
: Vila Belmiro, Santos (SP)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa e Luiz Claudio Regazone (RJ)
Público/renda: 10.250 pagantes / R$ 410.170,00
Cartões amarelos: Luiz Felipe, Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Yuri (SAN) / Fred, Victor, Fábio Santos, Rafael Carioca (ATL)
Gols: Gustavo Henrique 12'1ºT (1-0); Ricardo Oliveira 23'2ºT (2-0) e 48'2ºT (3-0)

SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Caju; Renato (David Braz 37'2ºT), Léo Cittadini (Rafael Longuine 46'2ºT) e Jean Mota (Yuri 30'2ºT); Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.

ATLÉTICO-MG: Victor; Carlos César, Erazo, Leonardo Silva e Fábio Santos; Rafael Carioca, Leonardo Donizete e Maicosuel (Carlos 30'2ºT); Lucas Pratto, Robinho (Clayton 40'2ºT) e Fred (Otero 18'2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.