Comemoração do Sesc

Comemoração do Sesc (Marcio Mercante/Divulgação)

Web Vôlei
05/11/2019
22:01
São Paulo

O Sesc confirmou o enorme favoritismo e garantiu o título carioca masculino de vôlei.

Na noite desta terça-feira, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, vitória na decisão sobre Campos por 3 sets a 0, parciais de 25-10, 25-16 e 25-xx.

Pela primeira vez na temporada, Giovane Gávio pôde escalar os cinco selecionáveis juntos: os argentinos Sanchez e Martinez e os brasileiros Wallace, Maurício Borges e Flávio.

Se a diferença nos elencos já era enorme, com a presença do quinteto ficou ainda maior. Campos tem uma equipe amadora e estreou no Estadual justamente na final. Na semifinal, o time campista deveria ter enfrentado o Botafogo, até então o segundo representante do estado na Superliga. Mas a crise financeira fez o Alvinegro desistir das competições nacional e estadual, permitindo a passagem direta de Campos para a decisão. Já o Sesc havia batido o Flamengo na semi.

Para Giovane, o jogo não serve para ter muitos parâmetros para a Superliga, uma vez que o nível do adversário impede conclusões. Mas já deu para ver um esboço de time titular com Matias Sanchez, Wallace, Jan Martinez, Maurício Borges, Flávio e Gustavão. Alexandre foi o líbero no lugar de Tiago Brendle.

O treinador colocou os reservas em quadra e viu o terceiro set ser ponto a ponto, com Campos brigando até o fim. Mas um erro de saque de Matoso decretou a vitória por 3 a 0 e o título.

- Foi um baita cartão de visitas, fazer o primeiro jogo e já conquistar um título. Estou muito feliz com tudo, com meu novo clube, meus companheiros, comissão técnica... Foram duas semanas de treinamento e já deu para pegar um pouco de entrosamento e a promessa é de uma grande temporada - analisou o central Flávio.

O Sesc RJ agora se prepara para a primeira partida da Superliga 2019/20 que será disputada no próximo domingo, dia 10, às 20h, contra o América, em Minas Gerais, com transmissão da TV Cultura.