Arte - Vasco

Romulo, Andrey, Bruno Gomes, Galarza e Michel tiveram diferentes trajetórias no Vasco (Arte LANCE!)

Felippe Rocha
09/12/2021
07:30
Rio de Janeiro (RJ)

A posição de volante foi mais uma de enorme inconsistência no Vasco na temporada recém-encerrada. Desde o início da temporada houve esperança, mas nenhuma consistência. É sobre os jogadores desta função que a retrospectiva em forma de série do LANCE! trata nesta quinta-feira.

Nas primeiras rodadas do Campeonato Carioca, quando um time sub-22 foi posto em campo, uma surpresa mostrou maturidade: Matías Galarza foi onipresente, fez golaço e se justificou no time principal. Tanto que o Cruz-Maltino se mobilizou para comprar o jogador antes emprestado.

Só que o rendimento do paraguaio caiu com o passar dos meses. Ao ponto de ele ter ficado dois meses sem entrar em campo na reta final da temporada - participou de pouquíssimos minutos nos três últimos jogos.

+ Posições: goleiros do Vasco em 2021 passaram insegurança e deixaram péssima última imagem

De Bruno Gomes se esperava que vivesse uma temporada de afirmação. E, de fato, ele foi opção frequente ao longo de toda a temporada, com os três treinadores que passaram pelo time no período. O problema foi que, logo nas primeiras rodadas da Série B ele foi expulso duas vezes seguidas.

+ Posições: zagueiros do Vasco ilustraram o ano constantemente ruim da equipe

E foram expulsões que vão contra a expectativa de amadurecimento: numa quinta-feira, ele foi expulso aos 36 minutos; na quarta seguinte, ele não ficou seis minutos em campo. E o Vasco perdeu os dois jogos. A velha rotina de cartões foi tão impactante que ele passou os três últimos meses sem ser nem advertido. Mas ninguém percebeu.

+ Posições: atuações frustrantes dos experientes e revelação com destaque marcam as laterais do Vasco em 2021

Já a última temporada de Andrey em São Januário foi de titularidade quase sempre. Só que também foi de pouco destaque. O ponto de maior visibilidade individual foi a bronca/desabafo após a derrota para o Operário, na primeira rodada do returno.

-> Confira a classificação final da Série B do Campeonato Brasileiro

Duas das grandes decepções do Cruz-Maltino foram Romulo e Michel. O primeiro retornou ao clube e entregou menos do que o razoável em termos de intensidade. Dos 21 jogos, foram 12 como titular. O último destes em agosto. Já Michel, emprestado pelo Grêmio, penou com problemas físicos e disputou somente sete jogos.