Brasil x Equador - abraço em Tite

Grupo do Brasil está unido (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

LANCE!
05/06/2021
11:03
Porto Alegre (RS)

Os jogadores da Seleção Brasileira e comissão técnica preparam um manifesto sobre a realização da Copa América. Segundo o "GE", o grupo de Tite busca esclarecer boatos divulgados nos últimos dias, mas evita politizar o tema. Desde que o país foi escolhido pela Conmebol para sediar o torneio, apenas Tite, na quinta, e Casemiro, após a partida com Equador, deram declarações sobre o tema.

Os atletas acompanharam as repercussões sobre a competição ser disputada no Brasil entre quem era contra e a favor do torneio. Os jogadores querem mostrar que todos estão unidos, mas não querem que o documento seja visto como um apoio ou protesto ao presidente Jair Bolsonaro ou a Rogério Caboclo, mandatário da CBF.

> Vai começar! Veja a tabela da Copa América

As informações indicam que o texto já começou a ser redigido antes da partida entre Brasil e Equador pelas Eliminatórias da América do Sul. No entanto, ainda não há uma data para que o manifesto seja exposto, embora há a expectativa de que seja lançado após o duelo contra o Paraguai na terça-feira.

> Começou o Brasileirão! Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

O grupo está insatisfeito com a forma como a Copa América foi trazida para o Brasil. No domingo, todos estiveram juntos com Caboclo, que não comentou a respeito da possibilidade e na segunda-feira todos foram pegos de surpresa e se sentiram expostos.

> ATUAÇÕES: Veja quem levou a melhor nota do Brasil no duelo com Equador

Segundo o "GE", diversos jogadores da Seleção Brasileira procuraram líderes de outros países com o objetivo de iniciar um boicote contra o torneio. No entanto, a tentativa não foi bem sucedida, pois diversos atletas enxergam a Copa América como uma vitrine, além de conseguirem arrecadar mais dinheiro por conta das premiações.