Bernardo Cruz
01/07/2018
16:52
Enviado especial a Moscou (RUS)

O conto de fadas vividos pela Rússia na Copa do Mundo passa também pelo desempenho de Mário Fernandes. O brasileiro naturalizado russo teve ótima atuação diante da Espanha, na sensacional classificação dos anfitriões nos pênaltis (4 a 3) após o empate por 1 a 1 em 120 minutos de jogo.

- Sem dúvida é um dos grandes momentos da minha vida. Esse grupo merece muito pela união e trabalho que temos. Agora é descansar e ver o que nos espera nas quartas de final - declarou o jogador.

Apesar da postura mais defensiva (os russos jogaram no 5-3-2), Mario Fernandes assegurou que a estratégia da Rússia não passou em tentar levar a decisão contra a Espanha para os pênaltis. E explicou o motivo:

- Não treinamos cobranças de pênaltis para a partida. Na realidade os escolhidos para cobrarem eram aqueles que estavam mais inteiros -  revelou o lateral, que exaltou o goleiro Akinfeev.

- É um grande jogador com que tenho o prazer de jogar no CSKA. Teve uma partida excepcional - disse.

Agora sensação, fica a pergunta no ar: até onde a Rússia pode avançar nesta Copa do Mundo? Se depender de Mário Fernandes, a final é possível. Mas com um detalhe importante:

- Vamos um jogo de cada vez. Meu desejo, claro, é que a Rússia chegue até a decisão. Também torço pelo Brasil. Mas se a gente estiver na grande final, vou torcer "contra", para que não seja o Brasil - finalizou.

A Rússia agora aguarda o vencedor de Croácia e Dinamarca para saber o rival das quartas de final. O jogo está marcado para sábado, às 15h (de Brasília), em Sochi.