Thiago Pereira

Thiago Pereira se considera na melhor forma da vida para disputar os Jogos do Rio (Foto: AFP)

RADAR/LANCE!
05/08/2016
09:19
Rio de Janeiro (RJ)

Há 12 anos Thiago Pereira olha para um lado e vê Ryan Lochte, campeão olímpico dos 200m medley. Há 12 anos Thiago Pereira olha para o outro lado e enxerga Michael Phelps, o maior medalhista olímpico da história, com 22 pódios, sendo 18 vezes no lugar mais alto. Para alguns, isso pode causar desânimo, uma sensação de ter sido injustiçado pelo tempo ao viver na mesma época que duas lendas da natação. Mas, para Thiago, é uma motivação maior. Motivação que o levou a bater Phelps em Londres 2012, que deu ao brasileiro a medalha de prata nos 200m medley e que conduziu Thiago à quarta Olimpíada de sua carreira.

- Nós temos disputado provas juntos desde 2004. Eu, Ryan (Lochte) e Michael (Phelps). E uma das razões para eu seguir motivado, acreditando, indo para a minha quarta Olimpíada é competir com Michael e Ryan. Esses caras me empurraram para estar aqui de novo - conta Thiago.

Mas competindo em casa, carregando a responsabilidade de ser uma das principais chances de medalha nas piscinas olímpicas, Thiago quer dar um passo a mais. Em Londres, ele bateu Phelps, mas ficou atrás de Lochte. No mundial de Kazan, na Rússia, ano passado, mais uma vez perdeu o ouro para Lochte. Mas agora, no Rio, ele acredita que tem condições para deixar ambos para trás.

- Desde Londres (2012) eu tenho tido o melhor ciclo de quatro anos da minha carreira. Tenho total convicção de que estou na melhor forma da minha vida. Estou comendo bem, descansando bem, treinando bem. Tenho feito tudo que posso para estar no pódio de novo - acredita o nadador brasileiro.

Thiago Pereira cai na água para o início das disputas dos 200m medley masculino no dia 10 de agosto. Quando saltar do bloco, começa a escrever mais uma página de sua privilegiada história olímpica:

- Para mim, isso é mais que especial. Tive a chance de, em 2004, começar minha carreira olímpica no lugar em que toda a história dos jogos começou. E agora eu tenho a chance de competir no meu país. Muitos atletas jamais vão ter essa oportunidade, então eu me sinto ótimo. Espero que esses Jogos mudem a maneira de nós pensarmos sobre esporte no Brasil. Tenho certeza de que vai ser incrível e todos esperamos que o Brasil faça os melhores Jogos Olímpicos da história - encerrou Thiago.