Mauricio Lima e Hugo Conte

Maurício e Conte antes de jogo festivo em Copacabana (Foto: FIVB)

LANCE!
16/08/2016
21:39
Rio de Janeiro

Na véspera do clássico Brasil x Argentina, pelas quartas de final do torneio olímpico masculino de vôlei, às 22h15, no Maracanãzinho, um reencontro esquentou a rivalidade entre os vizinhos sul-americanos.

Dois dos grandes nomes do vôlei continental disputaram uma partida nas Quadras de Copa, em frente à Casa do Vôlei. De um lado o ex-levantador brasileiro Maurício Lima, medalha ouro em Barcelona-1992 e Atenas-2004. De outro, o argentino Hugo Conte, medalha de bronze em Seul-1988. Por 15 a 10 o time do brasileiro.

- Apesar de termos uma rivalidade esportiva histórica, é muito importante lembrar que nunca deve extrapolar as linhas da quadra. Nós, brasileiros, admiramos muito o voleibol argentino. Ao longo de nossas carreiras, tivemos desafios e partidas em que venci o Conte e, outras, em que fui vencido, mas seguimos amigos. O esporte mostra e ensina o respeito ao adversário. Isso está acima de qualquer violência - disse Maurício.

Os dois ex-jogadores estão no Rio de Janeiro como comentaristas. O brasileiro pela ESPN e o argentino pela TYCSports.

Hugo Conte tem uma ligação forte com a seleção de seu país. Não só pelos anos em que vestiu a camisa azul e branca mas por ver seu filho, Facundo, em quadra, repetindo sua trajetória:

- Somos uma família de jogadores de vôlei. Minha mulher Sonia jogou por 8 anos na seleção feminina. Tivemos três filhos e sempre os incentivamos desde muito novos a praticar esportes. Ficamos muito felizes que dois deles tenham escolhido o voleibol e que Facundo viva do esporte que tanto amamos.