(Foto: Jack Guez/AFP)

Dirk van Tichelt, bronze nos Jogos do Rio, foi agredido em Copacabana na última segunda (Foto: Jack Guez/AFP)

RADAR/LANCE!
10/08/2016
10:18
Rio de Janeiro (RJ)

O judoca Dirk van Tichelt, de 32 anos, acabou agredido na madrugada desta terça (9), após se envolver em uma confusão na Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio.

Van Tichelt, que, na última segunda-feira, conquistou a medalha de bronze na categoria até 73kg dos jogos Olímpicos, forçou entrada no hotel Best Western, em Copacabana, procurando uma suposta garota de programa que teria roubado seu telefone. Impedido de entrar, o judoca foi violento com o recepcionista, que se defendeu aplicando um soco no rosto do medalhista. Em nota de esclarecimento, o hotel alega que o atleta estava "visivelmente alterado".

Nesta terça, o Comitê Olímpico da Bélgica fez um comunicado sobre o assunto, alegando que o judoca belga teria sido agredido por um ladrão quando tentava recuperar o celular de um amigo.

- O celular de seu parceiro de treino tinha acabado de ser roubado e, quando corria para tentar pegar o ladrão, Dirk (van Tichelt) foi agredido no rosto por outro. Como a polícia estava do lado, ele prestou queixa, antes de ir para um hospital para ser examinado, por precaução, mesmo que não tenho sido nada grave - contou o diretor de Comunicações do Comitê Olímpico da Bélgica, Luc Rampaer.

Van Tichelt se envolveu no quiproquó horas depois de ter ganho a medalha de bronze, contra o judoca húngaro Miklos Ungvari. E não foi o único a se meter em confusão na noite carioca. Na última segunda, a delegação da Holanda anunciou a exclusão do ginasta Yuri van Gelder. O holandês, que seria rival de Arthur Zanetti na final das argolas, foi mandado de volta ao seu país após comemorar a classificação para a prova decisiva com consumo excessivo de álcool em uma noitada.