Bernardo Cruz e Igor Siqueira
16/08/2016
18:20
Rio de Janeiro (RJ)

Ela faz jus ao apelido. Trabalha o campo todo, parece não se cansar, esbanja experiência e ainda se sobressai. Mas Formiga, depois da derrota do Brasil para a Suécia na semifinal do futebol dos Jogos Olímpicos, marcou a data de despedida da Seleção feminina.

- Eu pretendo ficar na Seleção até dezembro, vou jogar o Torneio Internacional de Brasília. A partir daí eu saio. Se puder, vou ficar com as meninas novas, palestrar, dizer que se tiverem um sonho têm que acreditar - afirmou Formiga, que não dará fim à carreira ainda:

- Vou continuar jogando bola. Vou sair da Seleção, mas pretendo jogar ainda uns dois anos.

Formiga, de 40 anos, assim como o time todo, correu bastante, tentou de várias formas encontrar o gol, mas o Brasil passou em branco e acabou caindo nos pênaltis.

- A bola quando quer entrar ela entra. Procuramos o gol. Não vamos desmerecer, porque do outro lado tem goleira - disse a volante, que, ainda abatida, cravou:

- Vamos em busca da medalha de bronze,