Marquinhos - Brasil x Camarões

Com a saída de Neymar, Marquinhos assumiu a braçadeira de capitão (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

LANCE!
20/11/2018
21:03
Milton Keynes (ING)

Onipresente. Assim, podemos definir Marquinhos, que esteve em todos os minutos da Seleção Brasileira após a campanha da Copa do Mundo, na Rússia. Nesta terça-feira, o zagueiro, após a partida contra Camarões, falou sobre essa sequência com a canarinho e sobre as opções que Tite possui para escalar como sua dupla no miolo de zagueiros. 

- É um privilégio estar jogando na Seleção Brasileira. Trabalhei muito para chegar nesse momento, ele chegou e estou tentando aproveitar da melhor forma. É continuar trabalhando e deixar as opções para o professor (Tite) escolher quem merece estar ali - disse, à reportagem do "SporTV".

O zagueiro do Paris Saint-Germain avaliou esses dois últimos jogos da Seleção, contra Uruguai e o próprio Camarões, como positivos, mas afirmou que ainda existem pontos para serem melhorados, como o entrosamento dos jogadores com os novos atletas que estão fazendo parte deste ciclo inicial.

- Creio que a gente vem sendo muito feliz nos jogos, com as vitórias, mas sabemos que ainda precisamos trabalhar muita coisa, criar links com os outros jogadores, o professor vem fazendo alguns testes, mudando bastante a equipe, mas mantendo uma base, que é importante também para esses novos jogadores que terão oportunidades - completou.

Por outro lado, o zagueiro ligou o sinal de alerta em termos de criação, falando que a eficiência pode melhorar para a Seleção, por consequência, conseguir construir resultados maiores nas partidas. 

- É continuar trabalhando assim, trabalhar um pouco mais na criação das jogadas, o time inteiro, meio-campo, defesa, ataque e ser mais efetivo para conseguir, talvez, vitórias com resultados melhores - finalizou.