Brasil x Equador

Richarlison correu para abraçar o técnico Tite (SILVIO AVILA / AFP)

Vinícius Faustini
04/06/2021
23:41
Porto Alegre (RS)

O Brasil demorou, mas encontrou a vitória por 2 a 0 sobre o Equador, no Beira-Rio, pela sétima rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, em um jogo que teve de tudo no Beira-Rio nesta sexta-feira. Do abraço simbólico do grupo a Tite após o gol marcado por Richarlison a Neymar, que anotou de pênalti o seu graças ao VAR, que viu irregularidade na defesa de Domínguez na sua primeira cobrança, não faltou tempero no jogo no Beira-Rio.

Com o resultado, a equipe vai a 15 pontos e segue com 100% de aproveitamento (foram disputados apenas cinco jogos, já que duas rodadas foram adiadas por conta da pandemia de Covid-19). Os comandados de Tite voltam a campo na próxima terça-feira para, às 21h30, para enfrentarem o Paraguai no Estádio Defensores del Chaco.

+ Veja a tabela completa das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa 2022

PENANDO...

A Seleção suou para conseguir soltar as suas amarras no Beira-Rio. Além de adiantar sua marcação, o Equador fechava os espaços para Neymar. Com isto, os comandados de Tite acabavam em lançamentos longos.

Aos poucos, o Brasil encontrou brechas e depositou as fichas nas bolas alçadas. Após Arreaga e Arboleda cortarem com precisão os cruzamentos, a equipe canarinha teve um fio de esperança em cobrança de falta. Neymar alçou para a área e Richarlison irrompeu na área, só que não conseguiu finalizar diante de Domínguez. 

+ Começou o Brasileirão! Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

VAR ANULA GOL DO GABIGOL 

Lançado pela primeira vez como titular por Tite, Gabigol foi buscando seu caminho. Lucas Paquetá deu passe na direita, mas o camisa 21 preferiu dar o passe em vez de finalizar. Em seguida, Richarlison lançou e o atacante arriscou da esquerda, só que Domínguez saiu para abafar. 

Após cobrança de falta de Gabigol, Domínguez e Arboleda hesitaram e a bola sobrou para o camisa 21, mas ele furou na hora de finalizar. Aos 41, a expectativa rondou o craque: Neymar lançou Danilo na direita.

O lateral cruzou na medida e Gabigol chutou de primeira para a rede. Contudo, o árbitro anulou a jogada por impedimento seu (confirmado pelo camisa 21).  Mais empolgada, a Seleção viu Neymar arriscar de longe e sua tentativa parar em Domínguez.

FILME REPETIDO?

O Equador se lançou mais à frente na volta do intervalo. No entanto, por mais que a equipe de Gustavo Alfaro causasse calafrios à zaga brasileira, sua chance mais clara veio com Ángelo Preciado e ficou longe de ameaçar Alisson. A Seleção, por sua vez, continuava a não sair do marasmo e penar na transição para o ataque.

TITE TROCA... E SELEÇÃO MUDA PARA MELHOR!

A opção de Tite por sacar o volante Fred e lançar o atacante Gabriel Jesus revigorou o ânimo da Seleção. Após investida de Richarlison, Neymar finalizou em cima do goleiro. No minuto seguinte, a pontaria brasileira se encontrou.

Neymar lançou Richarlison na esquerda. Livre, o "Pombo" passou como quis e bateu rasteiro. A bola ainda tocou em Domínguez, mas parou no fundo da rede. Após o gol, o atacante e os demais jogadores da Seleção correram para abraçar o técnico Tite em imagem muito simbólica, mostrando que o grupo está unido em meio à polêmica da realização da Copa América no Brasil.

DOMÍNIO CANARINHO MAS... CADÊ O GOL?

Com mais jogadores na linha de frente e Paquetá bem mais solto, o Brasil se lançou de vez ao ataque. Gabriel Jesus fez jogada individual e bateu forte, mas esbarrou no goleiro. Em seguida, Jesus esticou a Gabigol, que finalizou com a esquerda, mas também parou em Domínguez. Em contra-ataque engatado por Neymar, Richarlison driblou o camisa 22 e cruzou. Gabigol cabeceou, mas a bola, inexplicavelmente, foi para fora.

NEYMAR: DUAS CHANCES NA MARCA DE CAL PARA UM GOL!

Na reta final, Gabriel Jesus tentou abrir espaço e não conseguiu. Lucas Paquetá finalizou e a bola parou na marcação. O árbitro Alexis Herrera marcou impedimento inicialmente. Porém, a decisão mudou. Após consulta ao VAR, o pênalti sobre Gabriel Jesus foi marcado.

Neymar, contudo, cobrou fraquinho e o goleiro Domínguez defendeu. Entretanto, o VAR novamente entrou em cena e mandou repetir a cobrança, pois o camisa 22 equatoriano tinha se adiantado. O camisa 10, desta vez, deslocou o goleiro e completou a vitória por 2 a 0.  A Seleção se mantém nos 100% na busca por sua vaga na Copa de 2022.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 2 x 0 EQUADOR

Data-Hora: 04-06-21 - 21h30
Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Alexis Herrera (VEN)
Assistentes: Carlos López (VEN) e Jorge Urrego (VEN).
VAR: Christian Garay (CHL)

Cartões amarelos: Fred, Éder Militão (BRA), Ángelo Preciado, Valencia, Ayrton Preciado, Domínguez (EQU)

Gols: Richarlison, 19/2T (1-0), Neymar, 48, 2T (2-0)

BRASIL: Alisson; Danilo, Marquinhos, Éder Militão e Alex Sandro; Casemiro, Fred (Gabriel Jesus, 16/2T) e Lucas Paquetá; Neymar, Richarlison (Fabinho, 45/2T) e Gabigol (Roberto Firmino, 30/2T). Técnico: Tite


EQUADOR: DomÍnguez; Ángelo Preciado (Fidel Martínez, 24/2T), Arboleda, Arreaga e Estupinán; Gruezo, Alan Franco, Méndez (Estrada, 38/2T); Mena (Cazares, 38/2T) e Ayrton Preciado; Valencia (Jordy Caicedo, 38/2T). Técnico: Gustavo Alfaro