Palmeiras

Felipão fez questão de motivar o elenco em reunião nessa segunda-feira (Cesar Greco/Agência Palmeiras/Divulgação)

William Correia
09/04/2019
15:08
São Paulo (SP)

O Palmeiras avisou que "se fecharia para o mundo não acabar" após ser eliminado na semifinal do Campeonato Paulista, nos pênaltis, para o São Paulo, no domingo, no Allianz Parque. Dentro dessa estratégia, Luiz Felipe Scolari agiu diretamente nessa segunda-feira, dia seguinte à saída do Estadual, reunindo o elenco para passar confiança aos jogadores do atual campeão brasileiro.

O técnico expôs números do time na temporada. O Verdão, por exemplo, já está garantido como a melhor defesa do Campeonato Paulista, com seis gols sofridos em 16 jogos, mesmo sem ter chegado à final. Em 19 partidas na temporada, sofreu somente duas derrotas (para Corinthians, no Estadual, e o argentino San Lorenzo, pela Libertadores), com um aproveitamento de 64,9%.

- Tivemos uma conversa muito boa com o professor. Ele expôs números do que fizemos no campeonato e a confiança que tem em nós. É complicado falar que vivemos uma fase não muito boa se temos seis de nove pontos disputados na Libertadores e saímos do Paulista na semifinal, nos pênaltis. Não podemos levar para o extremismo nem quando fomos campeões brasileiros no ano passado nem achar que está tudo errado quando saímos de um campeonato - falou Luan, em entrevista coletiva antes do treino desta terça.

Diante das intensas contestações ao que o atual campeão brasileiro tem apresentado em 2019, mesmo sem ter negociado nenhum de seus principais jogadores - perdeu somente o atacante Willian, por lesão no joelho direito - e estar com reforços como Ricardo Goulart, o segredo está no próprio elenco. Esse é o discurso de Luan, um dos líderes do plantel.

- Os jogadores têm de assumir responsabilidades e melhorar a cada dia. Cada um entender seu papel e exercer. Treinos são os mesmos desde que professor chegou, a comissão técnica é a mesma, então nós, jogadores, temos de assumir a responsabilidade. Não acho que falta algo para algum jogador. Todos estão tentando e querendo, mas temos que, a cada dia, tentar e querer mais para as coisas voltarem a fluir naturalmente - disse Luan, apoiando o técnico.

- A melhor forma de ajudar o treinador, no futebol brasileiro e mundial, é vencendo os jogos. Se chegarmos ali dentro e vencermos todos os jogos do ano, ganharemos todas as competições e o treinador estará tranquilo.

O Palmeiras volta a campo nesta quarta-feira, às 21h30, no Allianz Parque, recebendo o colombiano Junior Barranquilla, pela quarta rodada do Grupo F da Libertadores. O Verdão ocupa a segunda posição da chave, com seis pontos, um abaixo do San Lorenzo, que assumiu a ponta depois de derrotar os comandados de Felipão na semana passada, em Buenos Aires.