(Foto: Divulgação/ACA)

Russo Azamat Murzakanov foi dispensado sem sequer ter lutado pelo Ultimate (Foto: Divulgação/ACA)

TATAME
06/11/2019
13:00
Rio de Janeiro (RJ)

Com seu calendário de 2019 chegando ao fim, o Ultimate realizou nesta semana uma nova reformulação em seu plantel de lutadores. Pelo menos desta vez, nenhum brasileiro foi dispensado pela organização, no entanto, outros 12 atletas não vão fazer mais parte da franquia. A informação foi divulgada pelo site americano MMA Junkie.

Geralmente, um lutador corre risco de ser dispensado pelo UFC após amargar uma série de três derrotas consecutivas, todavia, o Ultimate não apresentou tal critério desta vez. Na lista divulgada, estão nomes que realizaram duas lutas pela organização, uma ou até mesmo que sequer entraram no octógono.

Atleta da categoria peso pesado, Azamat Murzakanov foi contratado pelo UFC em 2017 e faria sua estreia no mesmo ano, entretanto, foi flagrado em um exame antidoping e acabou sendo suspenso por dois anos pela USADA. Desta forma, o lutador russo acabou sendo demitido sem nem estrear.

Outros nomes também tiveram “vida curta” lutando no Ultimate, casos de Danilo Belluardo, Derrick Krantz, Kyle Stewart, Nohelin Hernandez e Thomas Gifford, que fizeram somente duas lutas na organização, enquanto Yoshinori Horie e Maia Stevenson realizaram apenas um combate na franquia. Quem também acabou dispensado foi Andre Soukhamthath, que chegou a ser campeão peso-galo do evento americano CES MMA, mas no UFC realizou sete combates, vencendo somente dois e sendo derrotado em cinco deles.

Confira a lista completa dos atletas dispensados pelo UFC:

Andre Soukhamthath (peso-galo)
Azamat Murzakanov (peso-pesado)
Curtis Millender (peso-meio-médio)
Danilo Belluardo (peso-leve)
Derrick Krantz (peso-meio-médio)
Kyle Stewart (peso-meio-médio)
Henry Briones (peso-galo)
Maia Stevenson (peso-palha)
Manny Bermudez (peso-galo)
Nohelin Hernandez (peso-galo)
Thomas Gifford (peso-leve)
Yoshinori Horie (peso-pena)