Montagem - Lionel Messi (PSG) e Cristiano Ronaldo (Manchester United)

Messi e Cristiano Ronaldo terão novos desafios na carreira (Foto: Franck Fife / AFP; Divulgação / Manchester United)

João Marcos Santana*
31/08/2021
19:51
Rio de Janeiro (RJ)

O dia 31 de agosto marca o fim da janela de transferências no futebol internacional. Quem contratou, contratou. Quem não contratou, se vira com o que tem ou busca um atleta que esteja sem vínculo. E mesmo diante de um momento delicado para a maioria dos clubes europeus, que ainda sofrem com a crise financeira causa pela pandemia da Covid-19, o mercado foi gigantesco.

>> David Luiz recebe proposta do Corinthians, Griezmann deixa o Barcelona, muitas novidades na Europa… O Dia do Mercado!

+ Champions League começa no dia 14 de setembro. Veja a tabela e os jogos!

Uma janela de transferências onde Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, dois dos maiores jogadores da história do futebol, mudam de clubes não pode ser vista como outra qualquer. Coincidentemente, ambos são atacantes. E foram eles, os atacantes, os nomes que mais roubaram a cena neste período.

Não foram apenas o argentino e o português, que rivalizaram por muitos anos na Espanha, que deixaram seus clubes. Nomes como Romelu Lukaku, Jadon Sancho, Antonie Griezmann, Sergio Agüero, Memphis Depay, Edin Dzeko, Jack Grealish e outros mudaram de camisa.

Obviamente, as contratações mais bombásticas são as de Messi e Cristiano Ronaldo. Enquanto o ex-Barcelona deixou o clube catalão após problemas de renovação, o Robozão pediu para sair da Juventus, pois estava insatisfeito.

Anunciado pelo Paris Saint-Germain no dia 10 de agosto, Lionel Messi chega à capital francesa com a missão de conduzir o PSG ao tão sonhado título da Champions League. Em sua apresentação, o argentino afirmou que "não será fácil" conquistar o torneio continental, mas deixou claro que esta é a intenção.

No último domingo, o agora camisa 30 fez sua estreia pelo clube parisiense. Em partida contra o Reims, Messi entrou no segundo tempo, atuou por 30 minutos, mas teve atuação discreta. Fazendo o primeiro jogo desde o fim da temporada passada, porém, ninguém aposta que o desempenho será assim na sequência.

+ Saiba quais são os 30 clubes que mais gastaram em transferências nos últimos dez anos

Reims x PSG - Messi
Lionel Messi vai em busca de sua quinta Champions League (Foto: FRANCK FIFE / AFP)


Cristiano Ronaldo, por sua vez, teve sua contratação confirmada pelo Manchester United quase nos acréscimos. Depois de muita especulação, o português foi anunciado nos Red Devils no dia 27 de agosto, mas por pouco o camisa 7 não foi parar no rival dos Diabos Vermelhos, o Manchester City.

Agente de Ronaldo, Jorge Mendes negociou com a equipe comandada por Pep Guardiola, e, quando tudo se encaminhava para um desfecho com o lado azul da cidade, uma reviravolta mudou os planos. CR7 volta ao Old Trafford também com a missão de dar ao United um protagonismo perdido nos últimos anos.

+ Duelos LANCE! Qual Manchester United é melhor: 2008 ou 2021? Escolha e vote por posição!

Cristiano Ronaldo - Campeão da Champions League com o Manchester United
Cristiano Ronaldo conquistou a Champions League na primeira passagem pela Inglaterra (Foto: FRANCK FIFE / AFP)


Ainda no Manchester United, Cristiano Ronaldo terá a companhia de Jadon Sancho. O jovem de 21 anos assinou com os Diabos Vermelhos após sair do Borussia Dortmund e pode ser peça importante no elenco de Ole Gunnar Solskjaer na busca pelo protagonismo nacional e continental.

Jadon Sancho - Manchester United
Sancho chega com moral ao Manchester United (Foto: ADRIAN DENNIS / AFP)

O Chelsea, atual campeão europeu, reforçou o elenco em sua posição mais carente. Após Timo Werner não render o esperado como centroavante, os Blues garantiram o retorno de Romelu Lukaku, ex-Inter de Milão, que estreou em grande estilo marcando contra o Arsenal.

Arsenal x Chelsea - Romelu Lukaku
Lukaku é a esperança de gols no Chelsea (Foto: JUSTIN TALLIS / AFP)

A negociação do belga, que custou 115 milhões de euros (R$ 697 milhões), só não foi a mais cara da janela de transferência porque o Manchester City contratou Jack Grealish do Aston Villa. O novo camisa 10 dos Sky Blues foi comprado por 117,5 milhões de euros (R$ 712 milhões).

Manchester City x Arsenal - Jach Grealish
Jack Grealish herda o número do ídolo Agüero no Manchester City (Foto: OLI SCARFF / AFP)

+ Veja os destaques brasileiros no fim de semana do futebol europeu

O Barcelona, sem Lionel Messi, contratou Sergio Agüero, ex-Manchester City, e Memphis Depay, ex-Lyon, ambos sem custos, uma vez que encerraram seus contratos com suas respectivas equipes. Lesionado, o argentino ainda não estreou. O holandês, porém, já entrou em campo e já balançou as redes. 

Memphis Depay, Emerson Royal e Sergio Agüero - Barcelona
Depay e Agüero são novos nomes do ataque de Ronald Koeman (Foto: Reprodução / Instagram)

Além de Agüero e Depay, o Barcelona teve negociações concretizadas no apagar das luzes da janela de transferências. O atacante Antonie Griezmann voltou ao Atlético de Madrid por empréstimo, enquanto o holandês Luuk de Jong deixou o Sevilla para acertar com os catalães.

Griezmann - Atlético de Madrid x Borussia Dortmund
Griezmann teve passagem de sucesso no Atléti (Foto: JAVIER SORIANO / AFP)

Ainda na Espanha, tem mais novidade no Atlético de Madrid. Campeão olímpico com a Seleção Brasileira nas Olimpíadas de Tóquio, Matheus Cunha também chegou para somar ao elenco de Diego Simeone. No fim de semana, o camisa 19 fez sua estreia na vitória sobre o Villarreal.

Atlético de Madrid x Villarreal - Matheus Cunha
Matheus Cunha disputará posição com Luis Suárez no Atléti (Foto: PIERRE-PHILIPPE MARCOU / AFP)

VEJA OUTRAS NEGOCIAÇÕES DE ATACANTES NESTA JANELA

- Tammy Abraham: do Chelsea para a Roma, por 40 milhões de euros (R$ 247 milhões);
- Danny Ings: do Southampton para o Aston Villa, por 35 milhões de euros (R$ 212 milhões);
- Leon Bailey, do Bayer Leverkusen para o Aston Villa, por 32 milhões de euros (R$ 194 milhões);
- André Silva: do Bayer Leverkusen para o RB Leipzig, por 23 milhões de euros (R$ 139 milhões);
- Moise Kean: do Everton para a Juventus, por empréstimo com obrigatoriedade de compra;
- Joaquín Correa: da Lazio para a Inter de Milão, por empréstimo com obrigatoriedade de compra;
- Edin Dzeko: da Roma para a Inter de Milão, sem custos.

* Estagiário, sob supervisão de Cayo Pereira.