Brasil x Japão - Final Torneio de Toulon

Paulinho foi um dos destaques da partida (Foto: AFP)

LANCE!
15/06/2019
13:17
Toulon (FRA)

Foi com requintes de sofrimento, mas o Brasil é o campeão do Torneio de Toulon. Após sair na frente e levar o empate, a Seleção Brasileira conquistou o título nos pênaltis, com o brilho do goleiro Ivan, que defendeu a última cobrança para garantir a conquista da competição pela nona vez na história. Antony e Ogawa marcaram os gols do tempo normal.

NA FRENTE
Após um início muito igual onde os japoneses fizeram frente ao poderio ofensivo brasileiro, o Brasil conseguiu achar um espaço até então fechado para sair em vantagem. Matheus Cunha descolou bela enfiada de bola para Antony, em posição de impedimento, sair na frente do goleiro e tocar no canto para marcar aos 17 minutos.

DEU RUIM
Mesmo em vantagem, o Brasil continuou atacando mas não conseguiu ser efetivo para dobrar o placar e acabou sendo surpreendido. Na primeira chance real de perigo, os japoneses aproveitaram falha da zaga brasileira e com um belo chute de Ogawa deixaram tudo igual na decisão.

POUCAS CHANCES
Na etapa final, Brasil e Japão tiveram suas oportunidades de balançar as redes e ficar mais próximo do título. Os brasileiros quase marcaram o segundo com Matheus Cunha, de cabeça, e os japoneses obrigaram o goleiro Ivan a trabalhar em finalização forte de Ogawa. No entanto, o placar não saiu do empate e a decisão foi para os pênaltis.

NO FINAL, DEU BRASIL!
Nas cobranças de pênaltis, Mateus Vital, Matheus Henrique, Douglas, Wendel e Lyanco converteram para o Brasil. Do lado do Japão, Soma, Mitoma, Kamiya e Naganuma colocaram a bola na rede, mas na última batida, Hatete viu sua cobrança ser defendida pelo goleiro Ivan, e o Brasil levantou o nono título do Torneio de Toulon.​

PRÊMIOS INDIVIDUAIS
Após o apito final, Douglas Luiz, ex-Vasco, foi eleito o melhor jogador da competição. O volante pertence ao Manchester City-ING, mas disputou a última temporada emprestado ao Girona-ESP. O zagueiro Lyanco, ex-São Paulo, que foi o capitão neste sábado e ergueu a taça de campeão na cidade francesa, recebeu o prêmio de segundo melhor jogador. 

O atacante Matheus Cunha, do RB Leipzig, da Alemanha, foi o artilheiro da competição, com quatro gols marcados.