PSG x Nantes

PSG está na final da Copa da França (Foto: AFP)

LANCE!
03/04/2019
17:57
Paris (FRA)

Ainda sem Neymar, que retornou nesta semana aos treinamentos após lesão, o Paris Saint-Germain venceu o Nantes, em casa, por 3 a 0, e garantiu classificação para a final da Copa da França, para enfrentar o Rennes. Verratti, Mbappé e Daniel Alves, com um golaço, marcaram para os parisienses.

PSG NA FRENTE
Os minutos iniciais de partida no Parc des Princes foram de muito estudo, muita posse de bola para o PSG, mas de poucas chances de gols criadas. Na única oportunidade que apareceu, o time da casa foi letal e abriu o placar. Mbappé rolou para Verratti na entrada da área, e o volante acertou um chute no canto do goleiro para fazer o primeiro dos parisienses.


OLHA O VAR!

Após o gol sofrido, o Nantes teve de sair para o ataque em busca de um gol para igualar a partida e deixar o jogo em aberto, e quase teve a melhor chance aos 38, quando Koulibaly foi derrubado na área e pediu pênalti. O árbitro não marcou, mas foi chamado pelo VAR para revisar o lance. Entretanto, com muita convicção, o árbitro não assinalou a penalidade máxima contra o PSG.

AÍ NÃO, MBAPPÉ!
Já no segundo tempo, o Paris Saint-Germain teve a chance de ouro para aumentar a vantagem no placar e encaminhar a classificação para a final da Copa da França. Nicolas Pallois tocou com a mão na bola dentro da área, o VAR denunciou e o árbitro apontou para a marca da cal. Na cobrança, Mbappé não bateu bem e viu Tatarusanu defender.

AÍ SIM, MBAPPÉ!
Minutos depois de perder o pênalti frente ao goleiro do Nantes, Mbappé teve a chance de se redimir e deixar sua marca. Dani Alves foi derrubado dentro da área e o árbitro marcou outro pênalti para o time francês. O jovem francês chamou a responsabilidade, bateu com força no canto direito do goleiro e fez o segundo.

QUE PINTURA!
Já nos instantes finais de jogo, com a defesa do Nantes entregue, o PSG ainda teve tempo de marcar o terceiro com requintes de crueldade. Verratti virou o jogo e achou Dani Alves sozinho dentro da área. O brasileiro, com muita categoria, deu um lindo toque para encobrir Tatarusanu e carimbar a passagem para a decisão.