Tre'Davious White sempre prezou a família

Buffalo Bills / Reprodução

LANCE!
07/09/2020
23:15
Buffalo, Estados Unidos 

Dono do maior contrato concedido a um cornerback na história da liga, Tre'Davious White, do Buffalo Bills, se emocionou nesta segunda-feira ao comentar sobre a movimentação que a franquia fez para garantir sua sequência pelas próximas seis temporadas. Acima do campo esportivo, o atleta, de apenas 25 anos, apontou que as cifras poderão garantir a seus pais a tão sonhada aposentadoria, algo que ele sempre perseguiu desde que passou a sonhar em ser um jogador profissional.

"Quando eu disse ao meu pai e minha mãe foi como se todo o peso fosse retirado dos meus ombros. Porque eu sabia que poderia aposentar meus pais e eles nunca mais se preocupariam com qualquer coisa. Essas são as emoções que eu estou sentindo. Eu não consigo colocar em palavras porque eu tenho muitas pessoas e vários membros da minha família que eu poderia mudar a vida deles e é isso que eu planejo fazer", disse White, em entrevista ao site oficial do Buffalo Bills. 

"Eu não fui colocado nessa posição sem nenhuma razão. Eu não fui colocado nessa posição para colher todos os benefícios para mim mesmo, para pensar que eu sou maior que outra pessoa. Eu fui colocado nessa posição para espalhar o amor e mostrar a todos o quanto eu tenho sido abençoado. Eu fui colocado nessa posição para ajudar as pessoas de onde eu vim a melhorarem os recursos que elas possuem e dar a elas as ferramentas para serem bem sucedidas. É isso que eu planejo fazer", acrescentou o cornerback do Bills. 

White assinou um contrato com a franquia de Buffalo por quatro anos, dos quais receberá US$70 milhões, mais US$ 55 milhões de bônus. Todavia, segundo informações da imprensa norte-americana, valor total do novo contrato do camisa 27, que vai até 2025, pode chegar a US$ 82.1 milhões. O cornerback foi selecionado pelo Bills no draft de 2017. Desde então, ele acumula 181 tackles e 12 interceptações. 

O jogador foi criado na comunidade Cooper Road, em North Shreveport, na Louisiana. O local já conviveu com crimes,  gangues, tráfico de drogas e violência nos anos 90. White vivia com sua mãe e quatro irmãos. Ele e o irmão mais velho, Ligregory Ruffins, receberam um colchão para dormir, White relatou uma vez, em entrevista, que os colchões eram tão duros que os irmãos empilharam os dois um em cima do outro, e se espremeram na cama improvisada de dois colchões. Seu pai vivia em São Francisco com outros meio-irmãos. Quando do seu contrato de rookie, o atleta afirmou que a primeira coisa que faria com o dinheiro era comprar uma casa para sua mãe.  

Em 2018, um episódio triste envolvendo a família do atleta. LaShawnita Ruffins, mãe de White, foi presa por violência doméstica após esfaquear um homem. Ela pagou uma fiança de US$ 75 mil e foi liberada.