Durval Queiroz

Durval Queiroz representa o Miami Dolphins em 2020 (Foto: NFL Undiscovered)

LANCE!
10/09/2020
10:58
Nova York (EUA)

É inevitável perceber que o futebol americano está em expansão no mundo. Em todo o continente do globo, há praticantes do esporte e de forma profissional. Os reflexos da globalização da modalidade começam a ser sentidas dentro da própria NFL, com estrangeiros participando dos elencos da liga, antes dominada por nascidos nos Estados Unidos. A NFL retorna aos jogos nesta quinta-feira (10), às 21h20, com o duelo entre Kansas City Chiefs e Houston Texans, com transmissão pela ESPN.

São 20 países representados – Brasil entre eles - na NFL em 2020, com algumas surpresas como a Libéria, Dinamarca e dois atletas nascidos na pequena Tonga - representada por Star Lotulei e Netane Muti. O país com mais jogadores, além dos Estados Unidos, é o Canadá – com 19 jogadores.

NFL Pathway

Sandro Platzgummer chegou à NFL após se destacar no programa Pathway
Sandro Platzgummer em treino do programa NFL Pathway (NFL Pathway)

A própria NFL tem um programa para desenvolvimento de atletas de outros lugares do mundo, chamado NFL Pathway. Numa espécie de intercâmbio, a liga seleciona os melhores jogadores estrangeiros, os treina e direciona para as franquias. Neste ano, os selecionados foram David Bada (Alemanha), Sandro Platzgummer (Áustria), Matt Leo (Austrália) e Isaac Alarcón (México), que foram encaminhados para Washington Football Team, New York Giants, Philadelphia Eagles e Dallas Cowboys, respectivamente. Todos eles foram incluídos no practice squad (grupo de jogadores que treinam com o elenco principal, mas não pode ser escalado para os jogos) dos times.

Pelo NFL Pathway, inclusive, ocorreu a seleção de um brasileiro, em 2019. Durval Queiroz se juntou ao Miami Dolphins, franquia que ele integra o practice squad nos dois últimos anos. No ano passado, Luís Polastri, linebacker, e Otávio Amorim, offensive tackle, também concorreram a vaga pelo NFL Pathway, porém ficaram pelo caminho durante o processo seletivo.

No momento, são dez jogadores do programa NFL Pathway nos rosters da NFL. Além dos cinco já citados, também fazem parte: Jordan Mailata (Eagles), Efe Obada (Carolina Panthers), Jakob Johnson (New England Patritos), Marc Nzeocha (San Francisco 49ers), todos no elenco principal, e Christian Wade (Buffalo Bills) no practice squad.

Brasil representado

Mas não é apenas através do NFL Pathway que estrangeiros chegam à liga. Com o mundo cada vez mais global, muitos estrangeiros optam por fazer faculdade e ensino médio nos Estados Unidos, participando de equipes de futebol americano nas instituições de ensino. A NFL os observa e faz a captação para a liga.

Foi assim que Cairo Santos se tornou o primeiro brasileiro na NFL. O kicker, que hoje está no elenco do Chicago Bears, assinou com o Kansas City Chiefs em 2014 e desde então faz parte da liga de futebol americano. Filho de mãe brasileira, Rodrigo Blankenship é outro com raízes no Brasil que participará da NFL. Também kicker, Rodrigo venceu batalha por posição no Indianapolis Colts e será o titular da franquia em 2020.