Croácia x Inglaterra

Southgate espera que a Inglaterra entre em campo e vença, pela primeira vez nesta Copa, uma das seleções  de primeiro escalão. Triunfo sobre a Bélgica valerá o terceiro lugar na Copa da Rússia (AFP)

Carlos Alberto Vieira
13/07/2018
12:32
Enviado especial a São Petersburgo (RUS)

O treinador da Inglaterra Gareth Southgate quer voltar para casa com o terceiro lugar da Copa do Mundo no bolso do colete e, de preferência, com uma vitória no tempo normal sobre os belgas, neste sábado, no Estádio de São Petersburgo. Isso porque os ingleses, embora tenham feito a melhor campanha dos últimos 28 anos, ainda não derrotou uma seleção que ele coloca no primeiro nível do futebol mundial.

- Ainda não vencemos uma das equipes de ponta e esta será mais uma oportunidade. Enfrentaremos uma seleção que tem tanta fome de vitória quanto o nosso. Os belgas fazem uma competição brilhante e carregam um resultado excelente, a  eliminação do Brasil. Sem dúvida, será excelente teste para nossos garotos - disse Southgate. 

Para relembrar a campanha inglesa: a seleção venceu Panamá. Tunísia e Suécia e eliminou a Colômbia, mas apenas nos pênaltis, após empate no tempo normal e prorrogação.  Perdeu para a Bélgica (com Southgate usando os reservas) e para a Croácia, esta na prorrogação.
  
Southgate  cita outro fator que faz de uma vitória sobre os belgas como de muita importância: a ratificação de uma geração que tem tudo para manter a Inglaterra durante muitos anos entre as melhores seleções do planeta, deixando de ser meramente uma coadjuvante.

- Nosso time é jovem e vem aprendendo, nesta que é a primeira competição para muitos desses garotos,  nas vitórias e nos insucessos.  Já terminamos entre as quatro melhores equipes do mundo. Antes, ficávamos ali pelo 15º lugar.  Sem dúvida que tudo isso é uma evolução e espero que melhore ainda mais nos próximos anos e, também, agora, com a conquista do terceiro lugar.

A Inglaterra provavelmente enfrentará a Bélgica sem dois titulares: Henderson e Young, que saíram machucados na derrota nas semifinais para a Croácia. Eles treinaram com o grupo nesta sexta-feira, mas como não estão totalmente recuperados, o treinador deve deixá-los no banco. Delph entrará no meio na vaga de Henderson e Young cederá a vaga para Rose.