URUGUAI X REPÚBLICA TCHECA: Uma das principais forças sul-americanas, o Urguai de Cavani e Suárez testa seu time contra a República Tcheca

MIGUEL ROJO / AFP

Pool da Copa
09/07/2018
10:53
El Observador (URU)

A participação do Uruguai na Copa do Mundo de 1986 terminou em meio a uma controvérsia com o técnico Omar Borrás, culpado por não ter colocado Ruben Paz na equipe titular. Muitos lamentaram dizendo que a Celeste não iria reunir uma geração com Francescoli, Polilla Da Silva, Venâncio Ramos, Ruben Paz, Aguilera.

Na Itália 90, a bagunça foi outra, e gerada pela presença de Francisco Casal nos passes de fechamento da concentração. Os jogadores negaram a entrada para os gerentes do hotel. Muitos lamentaram dizendo que a Aeleste não voltaria a reunir uma geração com Ruben Sosa, Alzamendi, Fonseca, Francescoli, Paz, Hugo De León.

O mesmo lamento é ouvido neste momento com a equipe uruguaia que jogou a Copa do Mundo na Rússia 2018. As pessoas pensam que esta foi a última oportunidade de conseguir algo grande, porque, como nunca em sua história, a Celeste reuniu dois dos melhores atacantes do mundo como Suarez e Cavani.

O fato é que, diante do Catar 2022, muitos jogadores terão uma idade que levanta questões. Entre eles estão Suárez e Cavani, que hoje têm 31 anos. É fato que ambos estarão presentes no processo eliminatório, mas as dúvidas para a Copa do Mundo são levantadas.

Na seleção uruguaia que disputou a Copa da Rússia, haviam 10 jogadores com mais de 30 anos de idade: Martin Silva (35), Maximiliano Pereira (34), Carlos Sánchez (33), Fernando Muslera, Diego Godín e Cristian Rodríguez (32), Cristhian Stuani, Martín Cáceres, Edinson Cavani e Luis Suárez, com 31 anos cada.

Destes 10 jogadores, sem pretender fazer futurologia, quantos podem estar dentro de quatro anos na Copa do Qatar 2022? Por enquanto, Maximiliano Pereira já anunciou sua possível aposentadoria da seleção. O goleiro Martin Silva terá 39 anos. Godín, o capitão, e o goleiro Muslera chegarão com 36, e Suárez e Cavani terão 35. Levando quatro jogadores com mais presença, mais ascendência e também mais trajetória no elenco, a base pode ser mantida em torno desses quatro jogadores em um futuro de quatro anos?

Em contrapartida, entre os jogadores que disputaram a primeira Copa do Mundo, oito deles têm 25 anos ou menos: Gastón Silva, Varela, Nandez, De Arrascaeta, Maximiliano Gómez, Laxalt, Torreira e Bentancur, este último sendo o mais novo com 21. Destes oito jogadores, cinco são volantes, que é a área onde o Uruguai já iniciou sua reformulação. Alguns deles, com pouca experiência, foram titulares como Torreira, Laxalt, Bentancur e Nandez. A eles, podemos adicionar dois que não foram levados em conta como Federico Valverde e Gaston Pereiro.

Entre os demais jogadores, José María Giménez, de 23 anos, já tem duas Copas do Mundo em sua conta e assumiu o lugar de Diego Lugano como zagueiro. Existem aqueles que o vêem como um futuro capitão.

* O Pool da Copa é a união de grandes veículos de comunicação do mundo para um esforço de troca de informações. O objetivo é manter seus leitores por dentro do que acontece com as seleções de outros países, porém, com uma visão local.

Montagem Lance!/El Observador
Lance! e El Observador são parceiros no Pool da Copa