Gareth Southgate, técnico da Inglaterra

Southgate fará mudanças na escalação da Inglaterra para buscar a vitória sobre a Bélgica e garantir o terceiro lugar para a sua seleção Mladen ANTONOV / AFP

Carlos Alberto Vieira
13/07/2018
11:42
Enviado especial a São Petersburgo (RUS)

Com motivação, confiança e algumas mudanças em relação ao time que escalou para iniciar as últimas partidas. Assim será a Inglaterra para o duelo deste sábado, contra a Bélgica, na Arena São Petersburgo, na disputa pelo terceiro lugar da Copa do Mundo da Rússia. Pelo menos é isso que o técnico Gary Southgate disse durante a conferência de imprensa, no próprio estádio, nesta sexta-feira.

-  Todos queremos este terceiro lugar. Então, faremos o melhor possível e há muita motivação para este jogo. Não teremos exatamente o mesmo time das duas últimas partidas, mas farei o mínimo possível de mudanças. Todos estão em condições e todos querem jogar. Mas, muitas vezes, não é uma boa escolha colocar quem não estiver 100% e temos lesionados - disse Southgate.

Uma mudança é certa: Delph iniciará a partida no meio de campo, provavelmente no lugar de Henderson, que ainda sente uma lesão muscular.

Outro que estava no departamento médico e fez apenas um treino leve na manhã desta sexta-feira foi o lateral-esquerdo Ashley Young. Assim, Rose deve entrar em seu lugar. Já o lateral-direito Trippier segue como dúvida, assim como a possibilidade de Southgate não entrar com o titular Pickford no gol.

Uma provável escalação: Pickford; Walker, Stones e Maguire; Tippier, Deplh, Lingard e Rose; Dele Alli, Sterling e Kane. 

Dias difíceis

Perguntado sobre como está o lado psicológico do time inglês, Southgate disse que o grupo ainda tenta assimilar a derrota para a Croácia na prorrogação, mas que o treinamento  pela manhã foi descontraído e tudo indica que o time tem tudo para se sair bem na partida.

- Emocionalmente tem sido dias difíceis. Estávamos a 20 minutos de uma final da Copa e levamos o empate. Na  prorrogação, estávamos a menos de dez minutos das cobranças de  pênalti e a Croácia virou. Perdemos e tivemos de voltar para São Petersburgo,  sem dormir. Mas assimilamos e queremos fazer um bom papel nesta disputa pelo terceiro lugar.