Deschamps

Deschamps acerta a mão, monta uma França bem arrumada e sai de Nijny Novgorod com a vaga às semifinais assegurada (Foto: SAEED KHAN / AFP)

Carlos Alberto Vieira
06/07/2018
14:25
Enviado especial a Nijny NOvgorod (RUS)

Feliz por alcançar as semifinais, o treinador Didier Deschamps analisou como merecida a vitória por 2 a 0 da França sobre o Uruguai, nesta sexta-feira, no Estádio de Nijny Novgorod:

- Fomos superiores, controlamos mais tempo a partida, principalmente na segundo tempo, quando não concedemos muitas chances ao adversário. O time foi bem, mesmo sendo jovem. Tenho visto que aumentamos a nossa potência a partir do jogo com a Argentina. Este estilo que mostramos contra o Uruguai foi positivo e me deixou orgulhoso.

Para o treinador, o time ainda precisa melhorar um pouco mais e os cochilos em alguns momentos do jogo do Uruguai mostrou isso.
 
- Tivemos pequenas falhas, se não fosse pela defesa excelente do Lloris o Uruguai teria empatado a partida  e isso faria o jogo ser diferente. Mas, como disse, gostei do time, que teve apenas pequenas falhas. E, sim, podemos melhorar sempre. Buscaremos isso para a  semifinal. Seremos ambiciosos do início ao fim - comentou, sem dizer se preferia enfrentar Brasil ou Bélgica.

Deschamps também falou sobre a sua preocupação no momento mais tenso do jogo, quando ocorreu um princípio de confusão gerado por MBappé, que simulou uma falta, quando a partida já estava 2 a 0, fato que gerou muita reclamação dos uruguaios e fez Pogba bater boca com alguns rivais:

- Disse a meus jogadores que era importante que eles não perdessem os nervos, principalmente os pendurados (Pavard e Pogba), pois o árbitro dá cartões  por atitudes e palavras e não apenas por faltas.

O comandante francês não quis falar se considera a sua equipe a favorita ao título:

- Temos potencial para chegar às semifinais e fizemos isso. Nada de pensar na final.