Avaí x Ceará

Foto: Reprodução/TV

Futebol Latino
27/05/2019
21:59
Florianópolis (SC)

Em jogo de tempos absolutamente diferentes, o Avaí até começou ganhando frente ao Ceará no estádio da Ressacada, mas quem acabou com o triunfo por 2 a 1 foram os visitantes em noite inspirada do meia Thiago Galhardo e seus dois gols.

Graças a essa vitória, o time da capital cearense está agora em nono com nova pontos e os catarinenses, com três unidades, só não amargam a última posição na tabela por terem saldo melhor do que o Vasco.   

BOLA TEIMOSA!

O exercício do domínio em casa por parte do Avaí se traduziu rapidamente em como a equipe praticamente "acuava" o já intencionado em aproveitar os contra-ataques Ceará.

Porém, enquanto o Vozão penava para sair da forte marcação catarinense, a Azzurra conseguiu desenvolver pelo menos quatro boas jogadas concluídas por Caio Paulista e Brenner. Além do chute que passou perto da trave esquerda de Diogo Silva logo com um minuto, nos outros lances o arqueiro do Ceará foi protagonista de lindas e salvadoras intervenções.

DESENGASGOU! PORÉM...

Somente aos 35 minutos o torcedor da casa teve a impressão de que finalmente gritaria gol na Ressacada quando Brenner fez bem o pivô ajeitando para a rápida infiltração de Igor Fernandes que chegou batendo para fugir do alcance de Diogo Silva. Mas, após marcação imediata de impedimento e consulta do VAR, o tento foi anulado porque o centroavante do Avaí estava à frente do penúltimo defensor quando deu a assistência.

AGORA SEM 'MAS'

Se minutos antes Brenner não tinha aproveitado bola enfiada na medida pelo meio-campista Matheus Barbosa batendo pra fora, quando o lateral-direito Lourenço cruzou, ele não hesitou. Após matar no peito, ele girou batendo forte, sem possibilidade para defesa de Diogo Silva, e inaugurando a contagem em Florianópolis.

CENÁRIO DIFERENTE

Nos primeiros cinco minutos até parecia que o time anfitrião manteria o ritmo mais elevado em relação a estar sempre com a marcação mais elevada e pressionando o oponente em seu campo. Porém, aos poucos o Vozão foi conseguindo se desvencilhar do bloqueio adversário e cresceu bastante já nos 10 minutos subsequentes com direito a exigir uma ótima intervenção do até então sumido Vladimir em chute de Thiago Galhardo. 

APROVEITAMENTO MÁXIMO

Foi justamente quando o momento do jogo já tinha se reequilibrado e o Ceará precisava "resolver" a situação de perder justamente uma de suas válvulas de escape, o atacante Rick, na bola parada o Alvinegro de Porangabuçu conseguiu empatar por meio de Thiago Galhardo. João Lucas bateu falta, o zagueiro Marquinhos Silva cortou de maneira parcial e o meia do Vozão bateu forte, no cantinho de Vladimir, deixando tudo igual na Ressacada.

TUDO OU NADA 

Até então sem movimentar as suas opções do banco de reservas, pouco tempo após o empate o técnico Geninho gastou, em um intervalo de apenas cinco minutos, as três alterações com direito a entrada do veterano meia Douglas. Porém, quem novamente foi determinante para a virada do marcador foi novamente Thiago Galhardo ao entrar na grande área após o desvio no alto de Ricardo Bueno e encher o pé com chute cruzado. 

FICHA TÉCNICA
AVAÍ 1 X 2 CEARÁ

Local: Ressacada, Florianópolis (SC)
Data-Hora: 27/05/2019 - 20 h (horário de Brasília) 
​Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (CBF-RJ)
Assistentes: Michael Correia e Silbert Faria Sisquim (ambos CBF-RJ)
VAR: Bruno Arleu de Araújo (CBF-RJ)
​Cartões amarelos: Igor Fernandes, Brenner, João Paulo, Lorenço (AVA); Leandro Carvalho, Bergson, Luiz Otávio (CEA)
​Cartões vermelhos:
​Gols: Brenner (43'/1°T) (1-0), Thiago Galhardo (27' e aos 41'/2°T) (2-1)

AVAÍ: Vladimir; Lourenço, Ricardo, Marquinhos Silva e Igor Fernandes; Pedro Castro, Matheus Barbosa (Douglas, aos 39'/2°T), Gegê (Luan Pereira, aos 35'/2°T) e João Paulo; Caio Paulista e Brenner (Daniel Amorim, aos 35'/2°T). Técnico: Geninho.

CEARÁ: Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; Fabinho, Ricardinho (Pedro Ken, aos 17'/2°T) e Thiago Galhardo; Fernando Sobral, Leandro Carvalho (Rick, no intervalo e Ricardo Bueno, aos 25'/2°T) e Bergson. Técnico: Enderson Moreira.